sexta-feira, 29 de junho de 2012

Novela: Coração de Estudante

Helena Ranaldi como Clara.
Autor: Emanuel Jacobina.
Capítulos: 185.
Horário: 18h.
Exibição: 25 fevereiro-28 setembro 2002.
Elenco: Fábio Assunção, Adriana Esteves, Helena Ranaldi, Caio Blat, Marcello Antony, Cláudio Heinrich, Paulo Vilhena, Paulo Gorgulho, Júlia Feldens, Carolina Kasting, Vladimir Brichta, Bruno Garcia, Alexandra Richter, Ana Carbatti, Dill Costa, Hugo Gross, Juliana Martins, Mario César Camargo, Paulo Figueiredo, Ricardo Petraglia, Sônia Guedes, Alinne Moraes, Ana Paula Botelho, Betito Tavares, Cacá Bueno, Jana Palma, Jéssica Marina, Marília Passos, Michelle Birkheuer, Nathália França, Ramón Francisco, Rodrigo Prado, Xando Graça, Kailany Guimarães, Pedro Malta, Ítalo Rossi, Tião D'Ávila, Ângela Vieira, Jussara Freire, Leonardo Villar, Marcos Caruso e Cláudio Marzo.
Sinopse: O professor Edu (Fábio Assunção) se muda para Nova Aliança (MG) para criar o filho, Lipe (Pedro Malta). Mesmo noivo da mimada Amelinha (Adriana Esteves), filha do ganancioso fazendeiro João Mourão (Cláudio Marzo), ele se apaixona pela advogada Clara (Helena Ranaldi). 
Edu disputa a guarda do filho com a ex-mulher, Mariana (Carolina Kasting), dependente química. O professor luta pela proteção de uma mata virgem cobiçada por João Mourão e ainda enfrenta as intrigas do ex-namorado de Clara, Leandro Junqueira (Marcello Antony).
Curiosidades:

  • Teve média de 29,9 pontos.
  • Os grandes destaques dessa novela foram Amelinha e Nélio, interpretados por Adriana Esteves e Vladimir Brichta. 
  • Os temas discutidos foram a questão ambiental, reforma agrária, alcoolismo, mongolismo e Síndrome de Down. 
  • Desde o início, a novela não estava alavancando na audiência, mas a inclusão de novos personagens - como o promotor Pedro Guerra (Bruno Garcia) - e a mudança dos rumos dos personagens. As mudanças deram certo, porque resultou no aumento da audiência.
  • A novela teve cenas gravadas em Tiradentes (MG) e Vassouras (RJ).
  • A cenógrafa May Martins e o produtor de arte Luiz Pereira passaram dois meses nas cidades históricas de Ouro Preto, São João del Rei e Tiradentes, fazendo pesquisas sobre a caracterização do cotidiano mineiro.
  • Primeira novela de Alinne Moraes, Paulo Vilhena, Fernanda de Freitas e Pedro Malta.
  • A novela foi reapresentada no Vale A Pena Ver De Novo entre 19 de novembro de 2007 e 4 de abril de 2008.

Fontes:
TV Globo: Novelas e Minisséries.

Espero que gostem.
ME



quinta-feira, 28 de junho de 2012

AVENIDA BRASIL: Jorginho pega Nina na cama com Tufão


Nas conversas que Tufão (Murilo Benício) tem com Jorginho (Cauã Reymond) sobre os assuntos do coração, o campeão sempre incentiva o filho a lutar por seu amor secreto. O rapaz, por sua vez, também estimula o pai a se separar de Carminha (Adriana Esteves) para investir na nova paixão. Mas os dois nem imaginam que estão falando da mesma mulher. E a paz entre eles vai terminar dentro de alguns capítulos, numa cena que promete ser explosiva e emocionante. Isso por que o jovem vai pegar o pai transando com Nina (Débora Falabella) e constatar o romance entre eles. A essa altura, Carminha, desmascarada, já está fora da mansão.
Antes disso, como TITITI antecipou na edição passada, Max (Marcello Novaes) descobrirá a verdadeira identidade de Nina. Furioso, ele avisa a moça que pretende denunciar tudo a Carminha. Só que num gesto desesperado, a chef oferece 500 mil reais para ele ficar de boca calada. E esperta, a vingativa lembra o pilantra de que Carminha nunca dividiu com ele o dinheiro que roubou do pai dela, Genésio (Tony Ramos).
Enquanto Max decide se conta ou não o segredo de Nina à sua comparsa, um acontecimento inesperado deixa a megera de sobressalto e desconfiada de sua, até aqui, amada cozinheira.

Begônia procura a irmã
Certo dia, Begônia (Carol Abras), a maninha adotiva de Nina, aparece na mansão atrás dela. Inicialmente, a chef inventa que a jovem é a sua antiga patroa argentina. Cismada, Carminha manda Zezé (Cacau Protásio) ouvir a conversa das duas. É quando a empregada constata a verdade: Nina e Begônia são irmãs e a cozinheira herdou uma fortuna do falecido pai.
Minutos depois, Carminha exige a verdade de Nina e a intima a falar inclusive, sobre a mãe à beira da morte. A garota inventa que quem está doente é sua mãe biológica, mas a víbora não acredita. Tanto que vai ao hospital onde a "pobre mulher" estaria internada e confirma: não existe paciente alguma com o nome dado por Nina.
Disposta a desmascarar a chef, Carminha a segue uma noite e só não a flagra junto com Max porque o malandro vê as duas conversando e se esconde. A cobra ameaça a funcionária e a acusa de ter se unido a Rita para destruí-la. Nina nega, mas não consegue convencer a patroa. Decidida a tirar tudo a limpo, Carminha manda Lúcio (Emiliano D'Ávila) dar uma surra em Valdo (João Henrique Gago) a fim de obrigar Betânia (Bianca Comparato), que ela acredita ser Rita, a contar se colocou Nina em sua casa para se vingar.

Jorginho à beira da morte
Pressionada, Betânia resolve relatar toda a verdade, mas a polícia é alertada sobre a briga e aparece, levando Carminha a fugir sem escutar a história. Mais tarde, quando Nina sai para encontrar Betânia, novamente é seguida e aí, sim, as duas são flagradas pela bruxa. Pensa que quando o escândalo explodir Tufão ficará a favor da esposa? Que nada, ele vai botar Carminha para correr e colocar Nina no lugar dela!
Enquanto isso, alheio a toda confusão, Jorginho vai acampar sozinho na montanha e sofre um acidente durante uma crise de sonambulismo. Por sorte, ele deixou um recado para Iran (Bruno Gissoni) avisando que iria dar um tempo na serra. O amigo começa a achar o passeio demorado demais, chama Débora (Nathália Dill) e os dois vão atrás do maluquete e o salvam da morte.
Mas Jorginho está cada vez mais desestabilizado e piora, lógico, ao ficar sabendo que o pai se apaixonou por sua amada e iniciou um romance com ela. E como a gente já sabe aqui, ele saberá sobre o enlace da pior forma possível. Vai flagrar o casal na cama em sua primeira noite de amor.

Fonte: Revista Ti Ti Ti. Ed. 720. 29 de junho de 2012.

Espero que gostem. 
ME


quarta-feira, 27 de junho de 2012

Biografia: Daniela Escobar

A atriz na coletiva de A Vida da Gente (2011).

A atriz Daniela Escobar Duncan nasceu no dia 16 de janeiro de 1969, em São Borja, Rio Grande do Sul. É filha de João Carlos Escobar Duncan e Lucia Iara Tatsch Guimarães. Aos dez anos de idade, se mudou com a família para Porto Alegre, e aos dezesseis, começou a cursar Comunicação Social (Publicidade e Propaganda) na PUC-RS (Pontifícia Universidade Católica). Aos dezenove anos escolheu a cidade de Rio de Janeiro como o lugar onde realmente queria viver. Acabou trocando as aulas de Publicidade pelas aulas de teatro, canto e dança. É considerada uma das melhores atrizes da nova geração.
A atriz em América (2005), como Irene. 

Começou na TV em 1994, fazendo a minissérie A Madona do Cedro (94), como Laura, e a novela Tropicaliente (94), como Berenice. Em 1995, transfere-se para a Rede Bandeirantes, e faz A Idade da Loba (95), como Gaby. No ano seguinte, volta para a Rede Globo, e faz Anjo de Mim (96), como Teresa. Em 1999, fez a minissérie Chiquinha Gonzaga (99), como Amália.



A atriz como Maysa, em O Clone (2001).
Em 2000, fez Aquarela do Brasil (2000), como Bella Landau, e em 2001, participou de O Clone (2001), como Maysa Ferraz, mulher de Lucas (Murilo Benício) e mãe de Mel (Débora Falabella), uma dependente química. Em 2003, em dose dupla, fez A Casa das Sete Mulheres (2003), como Dona Perpétua, e uma participação em Kubanacan (2003), como Vanda. Em 2004, fez Um Só Coração (2004), como a dançarina Soledad. Em 2005, fez América (2005), como a perua hilária Irene Villa Nova, casada com Laerte (Humberto Martins) e mãe de Kerry (Marisol Ribeiro). 

Depois de cinco anos sem fazer novelas, faz uma participação em Ti Ti Ti (2010), como Daguilene, mãe de Stéfany (Sophie Charlotte). Em 2011, fez A Vida da Gente (2011), como Suzana, mãe de Alice (Sthefany Brito).

Em 2013, está em Flor do Caribe (2013), como a bióloga Natália, mãe de Carol (Maria Joana Chiappetta) e Ludmila (Tainá Muller). Se envolverá com Juliano (Bruno Gissoni).

Entre 1995 e 2003, foi casada com Jayme Monjardim, com quem teve o filho, André. Entre 2009 e 2010, foi casada com Marcelo Woellner.

Espero que gostem.
ME

terça-feira, 26 de junho de 2012

Coluna: Próxima novela das seis passa a se chamar “Novo Tempo”

Marjorie Estiano será uma das protagonistas.


A Globo já definiu o título da próxima novela das seis, chamada provisoriamente de “Lado a Lado”. De acordo com a coluna “Na TV”, do IG, o folhetim de João Ximenes e Claudia Lage se chamará “Novo Tempo”.

A trama vai mostrar o Rio de Janeiro no ano de 1904. O cenário principal será o surgimento das primeiras favelas do Brasil. A emissora iniciou as primeiras gravações nos casarões de Petrópolis e de São Luís, no Maranhão, que reproduzirão o Rio de Janeiro no início do século passado.

A novela conta a história da ex-escrava Isabel, personagem de Camila Pitanga. A moça terá o apoio de Laura (Marjorie Estiano), uma herdeira da aristocracia carioca que sofre com a decadência da indústria do café. Sua mãe, Constança (Patrícia Pillar), uma ex-baronesa, achará um absurdo sua filha trabalhar e ter uma amiga negra.

O elenco conta ainda com Alessandra Negrini, Bia Seidl, Werner Schunemann, Cássio Gabus Mendes, Isabela Garcia, Paulo Betti, Maria Padilha, Sheron Menezes, Emílio de Mello, Daniel Dalcin, Maria Eduarda, entre outros. “Novo Tempo” tem estreia prevista para setembro, substituindo “Amor Eterno Amor”.



Espero que gostem. 
ME

segunda-feira, 25 de junho de 2012

ANTES E DEPOIS: Júlia Almeida

Esta foto é datada de novembro de 2000, quando a atriz Júlia Almeida atuava em Laços de Família (2000), interpretando Estela, irmã do protagonista Edu (Reynaldo Gianecchini).


Esta foto foi tirada em setembro de 2011, quando a atriz Júlia Almeida estava na festa de coletiva da novela A Vida da Gente (2011). Como ela cresceu!

Fontes:
VEJA, Ed.1676. 22 de novembro de 2000, p.167.
Espero que gostem. 
ME



domingo, 24 de junho de 2012

Coluna: Mais magra e loura, Cristiana Oliveira será nova rica em 'Salve Jorge'



Esqueçam o corpo volumoso, os braços tatuados e os cabelos escuros trançados da presidiária Araci, de “Insensato coração”. Para interpretar uma nova rica em “Salve Jorge”, Cristiana Oliveira aparecerá loura e bem mais magra. A atriz já perdeu mais de 17 quilos.

- Ex-balconista, Iolanda é casada com Carlos (Dalton Vigh), um homem rico, com quem tem um filho, Caíque (Duda Nagle). Como não esquece suas raízes, sofre preconceito na família dele, principalmente das cunhadas, Raquel (Ana Beatriz Nogueira) e Aída (Natália do Vale). E será trocada por uma mulher mais nova, Amanda, personagem da Lizandra Souto - diz ela sobre o novo papel.

Na trama, a personagem perturbará o ex-marido depois da separação. Ela cobrará pensão e não fará a menor questão de manter a harmonia entre seu filho e a filha do segundo casamento de Carlos.

- Iolanda é uma mulher forte, com apelo popular. É uma personagem muito próxima da realidade e de mim. Vai ser difícil fazer.

A atriz aparecerá com roupas justas e curtas, estilo preferido da personagem. Por isso, mantém os cuidados com o corpo para seguir emagrecendo:

- Passei do manequim 46 para o 40, mas ainda não estou como era. Venho perdendo peso, mas com saúde, sem me preocupar só com questões estéticas exageradas. Farei o estilo gostosona. Não esperem uma Cristiana magrela.


Espero que gostem. 
ME

Frases da Semana: Chayene de "Cheias de Charme"




“Me chamaram também para fazer… A Maria Machadão? Não! Pra fazer a própria Gabriela, mas recusei. Achei pequena pra mim!”
Chayene (Cláudia Abreu) para um repórter ao telefone em Cheias de Charme
Quinta – 21/06/2012


*****

“Minha alma tá pesada! Tô gorda de ódio desse romance da Roselle com o Fabian!”
Chayene sobre as fotos de Rosário (Leandra Leal) com Inácio (Ricardo Tozzi), confundido com Fabian (Ricardo Tozzi), em Cheias de Charme

Sexta – 22/06/2012

*****

“Aquela trairana da Roxane levou meu frango na mão grande e esqueci até de trolar a Ivete”
Chayene, em Cheias de Charme, reclamando de Rosário e com inveja de Ivete Sangalo, que está fazendo Gabriela

Sexta – 22/06/2012

*****
“Quem gosta de eternidade é múmia, Laércio. Melhor um sucesso passageiro do que um fracasso permanente!”

Chayene para Laércio (Luiz Henrique Nogueira), em Cheias de Charme

Sexta – 22/06/2012

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/blogs/jorge-brasil/geral/frases-do-dia-a-torneirinha-de-asneiras-da-chayene-de-cheias-de-charme/



Espero que gostem.
ME

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Ficha de Personagem: Aline (Giulia Gam) em "Que Rei Sou Eu?" (89)


O personagem Aline, interpretada por Giulia Gam, foi um dos papeis mais marcantes de sua carreira. O sucesso foi tanto que apareceu na revista VEJA do dia 15 de fevereiro de 1989, dois dias depois da estreia da novela.
Aline, na trama, trabalhava como criada no palácio, governado pela rainha Valentine (Tereza Rachel), uma histérica que não estava preparada para governar após a morte do rei Petrus II (Gianfrancesco Guarnieri).
Segundo a revista VEJA, não foi fácil para a atriz viver a personagem nessa novela. Quando terminou as gravações da minissérie O Primo Basílio (88), ela teve uma experiência traumática, da qual levou muito tempo para se recuperar. "Construir aquele personagem me deixou arrasada", conta a atriz. "Quando terminei as gravações, estava em frangalhos, minha pele estava seca e acabei procurando um médico, que diagnosticou estafa."
Para viver Aline, Giulia não precisou aprender esgrima - ela praticou esse esporte durante 10 anos, entre a infância e a adolescência, e chegou a competir em torneios. Também ensinou aos colegas de trabalho aulas de acrobacia, que lhe auxiliaram a compor sua personagem. Segundo o autor, Cassiano Gabus Mendes, "É uma grande atriz e acho que seu personagem poderá crescer numa proporção que eu nem imaginaria."
Na minha opinião, ela continua sendo uma das grandes atrizes da nossa geração até os dias de hoje.

Fontes:
http://canalviva.globo.com/programas/que-rei-sou-eu/quem-faz/aline.html
Revista VEJA, Ed. 1067, 15 de fevereiro de 1989.

Espero que gostem.
ME

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Ficha de Personagem: Buba (Maria Luisa Mendonça) em "Renascer" (93)

A atriz (direita) com Taumaturgo Ferreira.
Na novela Renascer (93), de Benedito Ruy Barbosa, Buba, interpretada por Maria Luisa Mendonça, era amante de José Venâncio (Taumaturgo Ferreira), filho do protagonista José Inocêncio (Antônio Fagundes).
Depois de uma briga com a mulher, Venâncio sai de casa e conhece Buba. Os dois começam a sair. Na primeira noite em que ficam a sós, Venâncio pensa que a amante é um travesti e os dois se afastam. Ele descobre seu equívoco e tenta reconquistá-la. É nesse momento que descobre a verdadeira história de Buba.
"Ninguém, além de José Venâncio, sabe do problema da personagem", diz a atriz, naquela época estreante em novelas.
Filha de um empresário conservador, Buba, batizada com o nome de Alcides Júnior, foi tomada por menino na hora do nascimento e criada como homem até a puberdade. Com o tempo, sua feminilidade começa a se impor, até o dia em que ela resolve usar roupas de mulher. Horrorizado, seu pai pensa que o filho é homossexual e o expulsa de casa.
Depois disso, Buba procura um médico e se informa sobre seu problema, que era o hermafroditismo.
Essa novela foi um dos melhores trabalhos de Maria Luisa Mendonça na TV. Depois disso, faria outros destaques, como Explode Coração (95), Engraçadinha... Seus Amores e Pecados (95), Corpo Dourado (98), Queridos Amigos (2008) e Viver a Vida (2009).

Fonte: Revista VEJA. Ed. 1277. 3 de março de 1993. p.82-83.

Espero que gostem.
ME

Novos Talentos: Débora Nascimento

A atriz em Duas Caras (2007).
A atriz em Viver a Vida (2009)
A atriz na coletiva de Avenida Brasil (2012).



A atriz Débora Nascimento nasceu no dia 16 de junho de 1985, em São Paulo. Quando criança, a vontade para seguir a carreira artística era tamanha, que queria entrar no aparelho de TV. A atriz começou sua carreira como modelo, viajando e morando em diversos países, mas nunca deixando de lado o desejo de trabalhar nas telinhas. Ao voltar para o Brasil, começou a estudar teatro na Oficina de Atores da Rede Globo. 

Seu primeiro papel foi uma pequena participação na primeira fase de Paraíso Tropical (2007), como Elisa. Também fez participações em Pé Na Jaca (2006), até conseguir seu primeiro papel fixo, fazendo parte do elenco de Duas Caras (2007), interpretando Andréia, madrinha da escola de samba Unidos da Portelinha e empregada de Branca (Suzana Vieira). Sua personagem tinha como destino ser mãe-de-santo. Em 2009, participou de Viver a Vida (2009), como a ambiciosa Roberta, namorada de Afonso (Beto Nasci). Sua personagem tinha ciúmes de qualquer mulher que se aproxime do namorado, especialmente de Helena (Taís Araújo), com quem ele teve um relacionamento sério.

Em 2012 esteve em Avenida Brasil (2012), como Tessália, atual namorada de Leleco (Marcos Caruso), mas se apaixona por Darkson (José Loreto).

Em 2013, está em Flor do Caribe (2013), como Taís, irmã de Cassiano (Henri Castelli). Ela cuidará da casa dele depois do desaparecimento do irmão. Se apaixonará pelo tenente Rodrigo (Thiago Martins).

Entre 2009 e 2012, teve um relacionamento com Arthur Rangel. Desde setembro de 2012, namora José Loreto. 

Espero que gostem. 
ME







quarta-feira, 20 de junho de 2012

AVENIDA BRASIL: Max desmascara Nina diante de Carminha!


A verdadeira identidade de Nina (Débora Falabella) está prestes a ser revelada, provocando, assim, uma grande virada em Avenida Brasil. E quem denunciará a farsa da cozinheira é Max (Marcello Novaes), o canalha que a abandonou no lixão ainda criança. Assim, o picareta vai se vingar da jovem por ela o ter manipulado nos últimos meses. E com isso promoverá uma verdadeira revolução na vida dela e da maioria dos personagens da novela.
Pra começar, Jorginho (Cauã Reymond) dá um flagrante nos dois. O jogador de futebol fica desconfiado quando a namorada desmarca um encontro com ele e a segue. Resultado: ele pega Nina e Max em um restaurante justamente quando estão dançando. E para piorar a situação, Nina é agarrada pelo bandido e o rapaz vê tudo.
Enjoado com a cena, o filho de Tufão (Murilo Benício) vai embora sem falar nada, mas depois cobra explicações da amada. Nina acaba revelando que busca provas contra Max, que foi responsável pelo assalto à mansão de Tufão (previsto para ser exibido dia 22/6).
Incrédulo, Jorginho procura a empregada Janaína (Cláudia Missura) e ela confirma a história, admitindo, inclusive que seu filho, Lúcio (Emiliano D'Ávila) participou do crime ao lado de Max. Imediatamente, o jogador vai atrás do crápula na mansão e se atraca com ele, revelando toda história ao pai. Na briga, Jorginho leva a pior e apanha do "tio", mas Tufão e Carminha (Adriana Esteves) ficam do lado do filho. A megera, inclusive, esbofeteia o cúmplice, quando os dois ficam a sós.
Nina se aproveita da situação para induzir Max a deixar a residência, prometendo que a partir de agora ele contará com sua parceira para se vingar da família. O canalha obedece e Ivana (Letícia Isnard) surta. A essa altura, Carminha desconfia que Max é manipulado por alguma amante. No dia seguinte, a vilã procura o trambiqueiro na chácara que eles usam para seus encontros amorosos e só não o flagra com Nina porque a jovem se esconde. Só que, ouvindo o papo dos dois, a chef confirma que Max é pai de Jorginho e de Ágata (Ana Karolina Lannes). Mas uma coisa que Carminha menciona leva Nina a se trair. A megera relata ao amante que deu uma lição em Rita.
Mais tarde, preocupada com Betânia (Bianca Comparato), a cozinheira exige saber o que Carminha aprontou e Max cisma que ela e Rita estão unida para destruir a mulher de Tufão. Nisso, o boa vida vai ao lixão tentar arrancar algo de Mãe Lucinda (Vera Holtz) e a vê com Betânia. O malandro se esconde para observar e se surpreende com a chegada de Nina. Ele pergunta a uma das crianças o nome das duas moças e leva um choque ao constatar que Nina, na verdade, é Rita. Ele não titubeia e entrega tudo a Carminha, que desmascara a ex-enteada, achando que conseguirá mais uma vez enrolar Tufão. Porém a megera não imagina que o marido está apaixonado por Nina e ficará do lado dela. Uma nova e decisiva guerra está formada entre as duas.

Fonte: Revista Ti Ti Ti. Ed. 719. 22 de junho de 2012.

Espero que gostem.
ME

Ficha de Personagem: Marília de Castro (Maria Ribeiro) de "Poder Paralelo"


Perita da Polícia Federal, Marília é um gênio da informática, capaz de invadir os computadores do crime organizado e de rastrear Tony (Gabriel Braga Nunes) através do sistema GPS. É muito feminina e suave, apesar de trabalhar em um ambiente masculino. Enfrenta com coragem seus problemas familiares com o irmão Alberto (Márcio Kieling), um pequeno traficante. Téo (Tuca Andrada) quer viver com ela e quer que ela se afaste de Alberto enquanto é tempo. O amor pela mãe Berenice (Sônia Guedes) e o desejo de preservar a família custe o que custar - até mesmo acobertando os crimes do irmão - levarão Marília a se confrontar com Téo e a pagar um alto preço por sua escolha.
No decorrer da trama, Marília sempre teve um relacionamento com Téo, mas o final dela foi horrível: ela morreu no hospital quando ela estava grávida dele. 

Fonte: 

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Novela: Louca Paixão

Karina Barum e Maurício Mattar como Letícia e André, os protagonistas da trama.
Autor: Yves Dumont. 
Capítulos: 141.
Horário: 20h. 
Exibição: 30 março-13 setembro 1999.
Elenco: Maurício Mattar, Karina Barum, Suzy Rêgo, Ingra Liberato, Rodrigo Veronese, Glauce Graieb, Maria Alves, Ângela Figueiredo, Carlo Briani, Cássia Linhares, Eliete Cigarini, Paulo Leite, Rosaly Papadopol, Ernando Tiago, Fabiana Alvarez, Maurício Xavier, Carla Pagani, Matheus Carrieri, Viviane Porto, Régis Monteiro, Créo Kellab, Tuca Graça, Gracindo Jr., Lolita Rodrigues, Geórgia Gomide e Altair Lima. 
Sinopse: A jovem Letícia (Karina Barum) foi criada em um orfanato, após o desaparecimento de sua mãe de criação. Lá, ela é acusada injustamente da morte de uma companheira de quarto, e é condenada a 15 anos de reclusão.
Na prisão há 5 anos, Letícia trabalha como secretária e telefonista. Ela é alvo dos assédios do diretor, Dr. Jacinto (Altair Lima), mas conta com a defesa da assistente social Suzana (Ângela Figueiredo).
Já André de Albuquerque (Maurício Mattar), advogado oriundo de família rica, é dono de uma importante revista de moda. Certo dia, Letícia, ao pensar estar discando para uma borracharia, a pedido de Jacinto, erra o número e a ligação cai no telefone de André. Os dois conversam por alguns minutos e, reciprocamente fascinados um pela voz do outro, são tomados por uma atração instantânea. Apaixonada por André, Letícia cria um mundo de mentiras para evitar que ele saiba de sua condição. Ela compartilha a história com sua companheira de cela, Vera (Suzy Rêgo), sendo este o nome que Letícia se apresenta a André.
Letícia não imagina que Vera, ao sair em liberdade condicional, vai se fazer passar pela moça que conversava com André ao telefone, ao sabê-lo bonito, rico e apaixonado. Daí em diante Letícia e André vão se envolver em um complicado e fascinante romance.
Nas tramas paralelas, a vida de Iracema (Maria Alves), também presa; o obsessivo amor de Carla (Cássia Linhares), a noiva de André; as vilanias de Teresa (Glauce Graieb), mãe do rapaz; e o núcleo da cantina italiana que traz o casal Domênico (Carlo Briani) e Bianca (Rosaly Papadopol), que conduzem o núcleo de humor da história.
Curiosidades:
  • A novela foi baseada na obra de Alberto Migré (1931-2006).
  • Reedição da novela 2-5499 Ocupado (63), produzida pela TV Excelsior em 1963.
  • A novela teve cenas gravadas no presídio do Hipódromo, em São Paulo, desativado em 1995, onde hoje funciona o Sistema de Saúde do Sistema Penitenciário de São Paulo.
  • Foram abordados na novela os temas de rotina carcerária, homossexualidade, drogas e violência.
  • A novela teve um suspense: "Quem matou Pedrão?". Foram gravados três finais diferentes, onde os assassinos do personagem de Matheus Carrieri eram Vera (Suzy Rêgo), Teresa (Glauce Graieb) e Gil (Paulo Leite). No final que foi ao ar, a assassina era Vera, cansada das chantagens de Pedrão, seu ex-namorado. A moça, que estava em liberdade condicional, voltou para o presídio.
  • Das três novelas produzidas pela Record em conjunto com a JPO, esta foi a mais bem-sucedida, com média de 11 pontos, contra os 7 de Estrela de Fogo (98) e 5 de Tiro e Queda (99).
  • Maurício Mattar só aceitou sair da Globo para fazer essa novela se tivesse um espaço para cantar. Cantou várias músicas durante a novela, inclusive o tema de abertura. 
  • A novela foi reprisada entre julho e novembro de 2002, às 17h, e entre 14 de agosto de 2006 e 26 de janeiro de 2007, às 14h.
  • Na abertura, o ator Gracindo Jr. foi creditado como Paulo Gracindo Jr.
Fontes:

Espero que gostem.
ME

FOTO DA SEMANA: Betty Lago no desfile da Phytoervas (1995)


A foto desta semana foi a foto de Betty Lago no desfile da Phytoervas em julho de 1995. Depois que ela fez Quatro Por Quatro (94), ela foi um dos destaques desse desfile. Segundo a revista VEJA, no desfile, ela e a atriz Sílvia Pfeifer foram consideradas as Ph.D (as que souberam andar de salto), mas que mudaram de profissão.

Fonte: VEJA. Ed. 1402, 26 de julho de 1995.

Espero que gostem. 
ME


domingo, 17 de junho de 2012

Celebridades em Revista: Malu Mader na propaganda de sapatos "Sândalo" (1989)


Fonte: VEJA, 22 de novembro de 1989, p. 46.  

Espero que gostem. 
ME

Biografia: Otávio Augusto

O ator em A Próxima Vítima (95).
O ator Otávio Augusto de Azevedo Sousa nasceu no dia 30 de janeiro de 1945, em São Manuel, São Paulo.

Iniciou sua trajetória em São Paulo, na primeira metade da década de 60, trabalhando em rádio e em dublagem e fazendo teatro amador. Ingressou na profissão participando de uma série de espetáculos importantes, a maioria no Teatro Oficina: "Os Inimigos", de Máximo Gorki, com direção de José Celso Martinez Corrêa, 1966; a histórica montagem de "O Rei da Vela", de Oswald de Andrade, com participação destacada no papel de Perdigoto, 1967; "Poder Negro", de LeRoi Jones, onde, além de ator, é também assistente de direção, em 1968; "Galileu Galilei", no mesmo ano, e "Na Selva das Cidades", 1969, ambos montagens emblemáticas, com texto de Bertolt Brecht. No Teatro da Esquina, atua em Marat-Sade, de Peter Weiss, sob a direção de Ademar Guerra, 1967.

Encerrada a sua significativa participação no Teatro Oficina, Otávio Augusto iniciou sua carreira como ator free lance, interpretando Guildenstern no "Hamlet" dirigido por Flávio Rangel, 1969. Sob a direção de Antônio Abujamra faz "A Cantora Careca", de Eugène Ionesco, 1970. Integrando o elenco de "Os Rapazes da Banda", de Mart Crowley, 1971, depois da temporada paulista do espetáculo, vai para o Rio de Janeiro, onde a sua carreira se concentra a partir de então. Seu primeiro desempenho carioca já é como protagonista, em "A Vida Escrachada de Joana Martini e Baby Stompanato", de Bráulio Pedroso, com direção de Antônio Pedro, 1972, seguindo-se, no mesmo ano, sua participação em "O Interrogatório", de Peter Weiss, dirigido por Celso Nunes. Torna-se um dos poucos atores de primeira linha a encontrar sempre bons papéis para desempenhar, sem no entanto participar empresarialmente das produções.

Seu primeiro trabalho na TV foi em Anjo Marcado (66), da TV Excelsior, interpretando Nicanor. Depois, participa de Os Miseráveis (67), da TV Bandeirantes, Super Plá (69), da TV Tupi, e Os Ossos do Barão (73), da TV Globo. Logo, em 1975, em dose dupla, faz Escalada (75), como Horácio Bastos, e O Grito (75), como Henrique. Depois de 5 anos sem fazer novelas, fez Coração Alado (80), como Fábio, e de novo em dose dupla, fez Baila Comigo (81), como Mauro, e Terras do Sem Fim (81), como Juca. Em 1982, fez Sétimo Sentido (82), como Jorge, e no ano seguinte, fez Louco Amor (83), como Rodolfo.

Em 1984, fez Transas e Caretas (84), como Danilo, e emendando trabalhos, fez Roque Santeiro (85), como General Célio, Selva de Pedra (86), como Jorge (seu segundo personagem na carreira) e Corpo Santo (87), como Delegado Arturzão. Em 1989, de novo em dose dupla, fez Tieta (89), como Marcolino Pitombo, e República (89), como Alberto Gusmão. Em 1990, fez Mico Preto (90), como Lorival, amigo de Firmino (Luís Gustavo). Em 1991, fez, em dose dupla, Meu Marido (91) e Vamp (91), como Matosão, um vampiro com um dente só. Em 1993, num emendo, fez Sex Appeal (93), como Caio, e Fera Ferida (93), como Afonso Henriques.

Em 1994, fez uma participação em A Viagem (94), como Delegado Ferreira, e em 1995, fez Engraçadinha... Seus Amores e Pecados (95), como Vasconcelos, e A Próxima Vítima (95), como Ulisses, uma das vítimas da trama. Em 1996, fez O Fim do Mundo (96), como Tonico Laranjeira e Anjo de Mim (96), como Sinésio. Em 1997, fez Por Amor (97), como Pedro Viana, e em seguida, fez Dona Flor e Seus Dois Maridos (98), como Calabrês e Andando nas Nuvens (99), como Alex. Em 2000, fez O Cravo e A Rosa (2000), como o coronel Epaminondas. Em 2001, em dose dupla, fez Os Maias (2001), como Conde de Gouvarinho e A Padroeira (2001), como Manuel Cintra.

Em 2002, fez Esperança (2002), como Manolo, e no ano seguinte, fez Agora é Que São Elas (2003), como Modesto. Depois faz Cabocla (2004), como Zé da Estação e A Lua Me Disse (2005), como Alberto (seu segundo papel na carreira). Em 2006, fez JK (2006), como Benedito Valadares e Cobras e Lagartos (2006), como Serafim. Em 2007, fez Duas Caras (2007), como Antônio e depois fez Três Irmãs (2008), como Chuchu. Em 2010, fez Tempos Modernos (2010), como Faustaço e Araguaia (2010), como Padre Emílio.

Neste ano, participou de O Brado Retumbante (2012), como Benjamin, e atualmente está em Avenida Brasil (2012), como Diógenes, pai de Roni (Daniel Rocha).

É casado com a atriz Cristina Mullins, com quem tem as filhas, Manuela e Mariana.

Espero que gostem.
ME





 

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Novos Talentos: Humberto Carrão

O ator na coletiva de Cheias de Charme (2012). 


O ator em cena de Cheias de Charme (2012).
O ator Humberto Halbout Carrão Sinoti nasceu no dia 28 de agosto de 1991, em Rio de Janeiro. Ele é considerado um dos galãs da televisão brasileira nos dias de hoje.

Sua primeira aparição na TV foi em Malhação (2004), como Diogo, e sua primeira novela foi Bang Bang (2005), interpretando Pablito, filho de Javier (Genézio de Barros) e Violeta (Angelina Muniz). Em seguida, participou de Sítio do Picapau Amarelo (2007), como o Caipora.

Em 2009, participou da décima-sexta temporada de Malhação (2009), como Caio, fazendo par com Bianca Bin. No ano seguinte, fez Ti Ti Ti (2010), como o pintor Luti, papel de Cássio Gabus Mendes no original. 

Atualmente está em Cheias de Charme (2012), como o advogado Elano, irmão de Penha (Taís Araújo). Seu personagem é apaixonado por Cida (Isabelle Drummond).

Humberto é baterista da banda Olegários, formado por ele, e os companheiros Helder Agostini e Felipe Basílio. Atualmente, namora a atriz Chandelly Braz, a Brunessa de Cheias de Charme (2012).

Espero que gostem.
ME

quarta-feira, 13 de junho de 2012

AVENIDA BRASIL: Nilo morre de forma misteriosa


Além de Betânia (Bianca Comparato), outra morte está prevista para os próximos capítulos de Avenida Brasil. Segundo fontes ligadas à novela, Nilo (José de Abreu) perderá a vida de forma cruel e sinistra, gerando o famoso "quem matou..." das novelas.
Antes desse fim trágico, porém, o explorador de crianças ainda vai aprontar muito, despertando cada vez mais a fúria de seus inimigos. Primeiro, ele se voltará novamente contra Nina (Débora Falabella), apesar de ela o estar protegendo. Tudo começa quando Carminha (Adriana Esteves) descobre, por Tufão (Murilo Benício), que Jorginho (Cauã Reymond) rompeu com Débora (Nathália Dill). A megera fica certa que a ex-enteada volta ao Rio e é a culpada pela virada de cabeça do filho. Imediatamente Carminha procura Jorginho e o alerta de que Rita é perigosa e o está usando para atingi-la. Depois vai ao lixão atrás de Nilo e descobre que ele não mora mais lá.
Rapidinho, a megera pede o novo endereço do vilão em Copacabana para as crianças de Lucinda (Vera Holtz) e o localiza. Ela logo percebe que é a ex-enteada quem está bancando aquela mordomia e, quando chega em casa, conta tudo a Nina.
Furiosa, a chef vai tomar satisfação com o protegido, que a peita lembrando: não é dominado por ela, os dois são parceiros e quer muito mais dinheiro além das "migalhas" que ela tem dado. Mais: Nilo insiste em saber como Nina anda bancando aquelas regalias todas e deduz que ela só pode estar usando o dinheiro do sequestro da Carminha, ficando com outra prova para ameaçá-la. O catador, inclusive, volta ao lixão para tentar encontrar a pequena fortuna, certo de que ela só pode estar escondida na casa de Lucinda. Só que a mãe do lixão o bota para correr prometendo matá-lo se não sair de seu barraco.
Sem limites, além de provocar Carminha, Nina e Lucinda, Nilo também ameaçará o filho, Max (Marcello Novaes). Os quatro e até Tufão entrarão na vasta lista de suspeitos quando o catador aparecer morto em meio ao lixo em que sempre viveu. Quem será o assassino? Façam suas apostas.

Fonte: Revista TITITI. Ed.718. 15 de junho de 2012.

Espero que gostem.
ME

terça-feira, 12 de junho de 2012

Novela: Como Uma Onda

Alinne Moraes, Ricardo Pereira e Mel Lisboa como Nina, Daniel e Lenita.
Autor: Walther Negrão.
Capítulos: 179.
Horário: 18h.
Exibição: 22 novembro de 2004-18 junho 2005.
Elenco: Maria Fernanda Cândido, Herson Capri, Alinne Moraes, Ricardo Pereira, Henri Castelli, Mel Lisboa, Kadu Moliterno, Denise Del Vecchio, Débora Duarte, Tato Gabus Mendes, Ernani Moraes, Marcos Caruso, Cauã Reymond, Bianca Byington, Sérgio Marone, Fernanda de Freitas, Mila Moreira, Sheron Menezes, Dudu Azevedo, Nill Marcondes, Gustavo Haddad, Maytê Piragibe, Thaís Garayp, Sirmar Antunes, Paco Sanches, Joana Solnado, Larissa Queiroz, Amir Haddad, Amandha Lee, Eduardo Lago, Yaçanã Martins, Sérgio Malheiros, Guta Gonçalves, Arthur Lopes, Hugo Carvana, Elias Gleizer, Louise Cardoso, Antônio Grassi e Laura Cardoso.
Sinopse: O jovem açoriano Daniel (Ricardo Pereira) chega ao Brasil fugido de Portugal, onde era perseguido pelo pai de sua namorada. Ele é contratado como mordomo das irmãs Lenita (Mel Lisboa) e Nina (Alinne Moraes), por quem se apaixona. Lenita sente ciúmes do romance e, para separar o casal, se alia ao inescrupuloso Jorge Junqueira, o J.J. (Henri Castelli), apaixonado por Nina. 
Outro núcleo importante era o da vila de pescadores, cujos moradores lutam contra J.J. pelo controle do comércio da região. O assassinato do vilão e o mistério sobre a identidade do criminoso - Menez (Amir Haddad) - movimentaram o final da novela.
Curiosidades:
  • O horário das seis voltou a apostar em tramas contemporâneas depois de dois sucessos de época, Chocolate com Pimenta (2003) e Cabocla (2004). 
  • Para viver o doutor Prata, Marcos Caruso se inspirou em Dráusio Varella. 
  • A vila que retratava a comunidade ribeirinha foi montada no Projac e tinha 20 construções, distribuídas em 7424 metros quadrados.
  • Um dos desafios da equipe de cenografia da novela foi construir a caverna do Velho Bartô (Elias Gleizer) e a engenhoca de Quebra-Queixo (Ernani Moraes) e Querubim (Dudu Azevedo).
  • Essa novela foi a primeira parceria entre Walther Negrão e Dennis Carvalho.
  • O ator Paco Sanches interpretou de novo o pescador Manjubinha, como em Tropicaliente (94), do mesmo autor.
  • Teve média geral de 27,16 pontos, geralmente, uma média razoável.
  • Essa novela foi a primeira a ter um ator estrangeiro na trama, que foi, no caso, Ricardo Pereira, nascido em Portugal.
Fontes:

Espero que gostem.
ME







domingo, 10 de junho de 2012

Minissérie: Contos de Verão


Ana Kutner e Reginaldo Faria como Samanta e Cabral.
Autor: Domingos de Oliveira.
Capítulos: 16.
Horário: 22h30.
Exibição: 20 abril-14 maio 1993.
Elenco: Reginaldo Faria, Nuno Leal Maia, Vera Zimmermann, Bia Seidl, Antônio Calloni, Yara Lins, Nelson Dantas, Ana Kutner, Othon Bastos, Priscila Rozenbaum, Roberto Bomtempo, Rodrigo Penna Santos, Guga Coelho, Marcos Breda, José Lewgoy, Domingos de Oliveira, Maitê Proença, Jece Valadão e Imara Reis.
Sinopse: O escritor Cabral (Reginaldo Faria) se refugia durante o verão em Búzios, balneário fluminense, para escrever uma minissérie sobre histórias de amor. Ele é casado com Glorinha (Vera Zimmermann), 20 anos mais nova, que deseja ter um filho. Cabral tem uma filha adolescente, Samanta (Ana Kutner), que vivencia seus primeiros amores junto com amigos. 
Entre outras subtramas, sobressaiu a divertida troca de casais promovidas por quatro yuppies insatisfeitos com seus casamentos: Pamela (Maitê Proença) e Ari (Nuno Leal Maia); e Renata (Bia Seidl) e Thales (Antônio Calloni).
Curiosidades:
  • Depois dessa minissérie, alguns atores foram fazer Olho no Olho (93), como Reginaldo Faria, Antônio Calloni e Rodrigo Penna Santos. 
  • O autor, Domingos de Oliveira, também atuou nessa minissérie como Jonas, amigo de Cabral (Reginaldo Faria). Ele afirma que a trama não é autobiográfica.
  • As gravações dos três diretores (Roberto Farias, Lui Farias e Mauro Farias) aconteceram simultaneamente em três frentes: nos estúdios da Cinédia (localizado no Rio de Janeiro), em locações do Rio e em Búzios.
  • A minissérie foi um sucesso devido ao fato dela mostrar as belezas de Búzios, no Rio de Janeiro.
  • A minissérie foi reapresentada no Canal Viva entre 5 e 23 de dezembro de 2011, às 23h15.
Fontes: 
TV Globo: Novelas e Minisséries.

Espero que gostem.
ME

Novos Talentos: Maria Carolina Ribeiro

A atriz em Poder Paralelo (2009).
A atriz em Poder Paralelo (2009), entre Fernando Pavão (esquerda), Marcelo Serrado (centro) e Luciana Braga (direita).
A atriz em Floribella (2005).

A atriz e cantora Maria Carolina Ribeiro nasceu no dia 21 de maio de 1978, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Começou sua carreira como atriz infantil, aos nove anos de idade, no musical A Noviça Rebelde, que percorreu o Rio Grande do Sul em 1987. Interrompeu sua carreira por dez anos para terminar os estudos regulares, mas não deixou de fazer cursos de teatro durante a adolescência. 

Prestou vestibular para Medicina mas, aos vinte anos, entrou no Departamento de Arte Drámatica da UFRGS e passou a se dedicar exclusivamente à carreira de atriz. Em 1999 foi para Londres, onde matriculou-se na Theatre School de Philippe Gaulier, que cursou enquanto estudava inglês e trabalhava para se manter. Voltou ao Brasil em 2000, estabelecendo-se no Rio de Janeiro, onde em seguida fez um teste e foi aprovada para o musical Ópera do Malandro, de Chico Buarque, fazendo o papel de Catarina Blue. 

Sua estreia na TV foi Contos de Inverno (2001), da RBS TV, interpretando dois personagens: Faustina e Alícia. Entre 2005 e 2006, destacou-se em Floribella (2005), como a vilã Delfina Torres Bittencourt. Durante esse período, gravou 4 músicas: Você Vai Me Querer, Pobre dos Pobres, Caprichos e Meu. Em 2006, integrou o elenco de Paixões Proibidas (2006), interpretando a protagonista Eugênia Valente.

Em 2008, fez uma participação em Caminhos do Coração (2007), como Silvana. Em 2009, conquistou o público em Poder Paralelo (2009), como a ambiciosa Neide Queiroz, que no final da trama, ela e Paulo (Nicola Siri) eram os assassinos da trama. 

Em 2011, fechou contrato com a Rede Globo por 3 anos. Nesse ano, fez uma participação em Insensato Coração (2011), como Vivian, desejada por André (Lázaro Ramos).

Desde 2009, é casada com o diretor Edgard Miranda, com quem tem a filha, Maria Júlia, nascida em 12 de julho de 2010.

Espero que gostem. 
ME

sábado, 9 de junho de 2012

Top 6: As noivas que foram abandonadas no altar

6-Celeste (Vanessa Giácomo) de Morde e Assopra (2011)

Celeste preparou um grande plano para convencer Abner (Marcos Pasquim) a se casar com ela. Embora tenha prometido pagar as dívidas do fazendeiro no banco, suas intenções foram por água abaixo e ela acabou sendo deixada na igreja pelo seu grande amor. O viúvo não conseguiu esquecer a paixão que sentia pela paleontóloga Júlia (Adriana Esteves) e fugiu, deixando a solteirona sozinha.
Sem acreditar no azar que estava tendo novamente, já que esta foi a segunda vez que ela foi deixada no altar - a primeira foi por Áureo (André Gonçalves) -, Celeste teve uma crise nervosa em pleno casamento e prometeu se vingar de Abner pela humilhação que passou.

5-Dafne (Flávia Alessandra) de Caras e Bocas (2009)


Quinze anos depois de sofrer uma grande desilusão amorosa, Dafne jurava que nunca iria se casar, até ter que se unir a Vicente (Henri Castelli) para assumir a presidência da empresa de mineração que tinha herdado de seu avô. Embora Vicente fosse apaixonado por Dafne, o noivo não apareceu no dia do casamento e quem se divertiu foi Gabriel (Malvino Salvador), o homem que lhe causou tanto mal no passado. Ao ver que Dafne se recusava a deixar o altar, mesmo depois de constatar que o noivo não iria ao casamento, Gabriel a pegou no colo e a retirou do local. Nervosa, Dafne não queria nem ouvir o nome de Vicente, sem saber que o advogado foi vítima de um plano entre Judith (Deborah Evelyn) e Nicholas (Sérgio Marone) no dia anterior ao casamento. Nicholas colocou uma substância na bebida do noivo para mantê-lo desacordado e longe do altar.

4-Florinda (Grazi Massafera) de Desejo Proibido (2007)


Casar era o grande sonho da vida de Florinda. No entanto, por conta desse sonho, ela vivia em conflito com a irmã mais velha, Eulália (Aninha Lima), já que o pai das duas, Viriato (Lima Duarte), só aceitaria o casamento da filha caçula após o matrimônio da irmã mais velha, que, por sua vez, não estava muito preocupada com o compromisso. Florinda, então, conheceu Ciro (Rodrigo Lombardi) e, apaixonada, marcou o casamento com o rapaz. No entanto, antes do início da cerimônia, a moça recebeu um bilhete do noivo, em que estava escrito: "Desculpe, Florinda, mas eu não posso levar isso adiante. Não posso mais me casar com você". Desesperada e abandonada, a noiva desmaiou nos braços do pai e foi levada para casa, deixando os convidados na igreja ansiosos pelo casamento.

3-Kika (Christiana Kalache) de Cobras e Lagartos (2006)

A solitária e carente Kika era vendedora em uma loja de vestidos de noiva e ajudava as moças a se prepararem para o grande dia. Kika sempre sonhou em se casar, mas durante a vida toda afastou os homens com sua carência logo no primeiro encontro. A jovem se envolveu com Foguinho (Lázaro Ramos), mas, na "hora H", foi abandonada no altar pelo mulherengo.

Triste e humilhada pela atitude do ex-noivo, ela resolveu se tornar freira. Kika se vestiu de preto da cabeça aos pés e disse à família que iria se casar com a fé. No fim, a moça recuperou sua auto-estima e se tornou modelo da loja em que trabalhava, a Luxus.

2-Tatiana (Cristiana Oliveira) de Quatro Por Quatro (94)


A tímida, romântica e apática Tatiana foi abandonada na porta da igreja pelo noivo Fortunato (Diogo Vilela). Após passar por essa situação, Tatiana mudou o rumo de sua vida. Ela contou com a ajuda de Babalu (Letícia Spiller) para transformar a pouca auto-estima que tinha e que escondia atrás dos grandes óculos e das roupas formais.
Tatiana descobriu ser uma linda mulher e acabou arrebatando o coração de Bruno (Humberto Martins).

1-Fernanda (Christiane Torloni) de Selva de Pedra (86)


Fernanda se envolveu com Cristiano (Tony Ramos) sem saber que ele era casado com Simone (Fernanda Torres), que sofreu um acidente e foi dada como morta. Após ser considerado viúvo, Cristiano marcou seu casamento com Fernanda, mas, sentindo-se responsável e culpado pela morte da mulher, o rapaz abandonou a noiva no altar.
Humilhada e mentalmente perturbada, Fernanda se casou com Caio (José Mayer) e iniciou uma perseguição obcecada pelo ex-noivo em busca de vingança, que culminou na loucura da moça.


Espero que gostem. 
ME

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Coluna: Luiza Tomé desabafa no Twitter e pede para ser afastada de “Máscaras”



Como mostrado por vários blogs, inclusive no Flash TV, muitos atores que integram o elenco de Máscaras mostraram estar insatisfeitos com o desempenho da trama de Lauro César Muniz. A atriz Luiza Tomé, que no folhetim interpreta Geraldine resolveu fazer um desabafo em sua página noTwitter. Em conversa com um dos colaborados da novela, Luiza disse: “Será que o Lauro esta gostando da figuração que estou fazendo?? 28 anos nadando e morrer na praia! Não quero mais”.

“Não quero mais brincar disso. Queria muito fazer a novela e não ser desvalorizada! Estou Muito triste! Sou guerreira, mas não quero mais ser Geraldine de nada. Pois nada é o que ela faz.”. A atriz ainda garante que sua personagem não tem a menor importância em “Máscaras”: “Geraldine não é importante na trama, então …. Não desperdicem meu talento pra fazer escada para ninguém! Não sou degrau!. Não é a primeira novela que faço do Lauro, mas com certeza será a última, me sinto humilhada. Ele não escreve pra mim! Me tira! É mais digno. Perdi a vontade , o tesão de gravar. Se não gosta me tira. Pedi pra fazer pq adorava ele, mas a reciproca não rola, então me tira!”. E logo depois completou: “Estou mega triste! Segurei ate onde deu! Mas amo muito o que faço, não desrespeito ninguém! Mas exijo RESPEITO. O Lauro tem todo direito de ter suas queridas, mas, respeito é bom! Caso Lauro César e a Record queiram se pronunciar, o espaço está aberto”.

Fonte:  http://flashtvoficial.wordpress.com/2012/06/08/luiza-tome-desabafa-no-twitter-e-pede-para-ser-afastada-de-mascaras/?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter 

Espero que gostem. 
ME

quinta-feira, 7 de junho de 2012

AVENIDA BRASIL: Suelen está jurada de morte


Estranhando a proximidade de Darkson (José Loreto) e Tessália (Débora Nascimento), Silas (Ailton Graça) exige explicações ao filho. E se espanta quando o rapaz conta que foi contratado por Leleco (Marcos Caruso) para botar a fidelidade da esposa à prova. No entanto, justifica: aceitou a proposta por ter engravidado Suelen (Isis Valverde) e precisa de dinheiro para um aborto. Ao ser informado pelo pai que a periguete inventou a mesma mentira a Iran (Bruno Gissoni), Darkson vai conversar com o amigo. Ambos concluem que estão sendo feitos de bobos, decidem se vingar e procuram os demais "ficantes" da maria-chuteira: Diógenes (Otávio Augusto),Leandro (Thiago Martins) e Lúcio (Emiliano D'’Ávila). Juntos, exigem saber quem é o pai da criança.

Em meio a esse tititi, Roni (Daniel Rocha) desconfia da gestação e vai atrás do enfermeiro que atendeu a fogosa quando ela passou mal e constata: Suelen não espera filho algum. Radiante, Roni entrega a verdade aos homens enganados e se une a eles contra a safadinha. Durante um concurso de dança no baile do Divino, do qual Suelen será madrinha, Iran a seduz antes de entrar no palco. E quando as cortinas se abrem, todos flagram a insaciável nua. Humilhada diante das gargalhadas, Suelen desaba no chão. Todos se negam a ajudá-la, menos Roni que, arrependido, a cobre com uma toalha e a leva ao hospital.

Quando sai do pronto-socorro, a periguete é expulsa da casa de Iran e, sem ter onde ficar, cai nas mãos do cafetão Ramón (Willian Vitta), que a obriga a ir para sua casa de prostituição. Roni segue os dois e se espanta, dias depois, quando volta ao local e vê Suelen dançando no pole dance com o olho roxo. Preocupado e disposto a ajudar a moça, o jogador retorna ao bordel no dia seguinte e consegue conversar com Suelen, que lhe conta sua triste história. Boliviana, aos 16 anos ela foi trazida ao Brasil por Ramón, um traficante de mulheres, e obrigada a virar garota de programa. Cansada dos maus-tratos e da violência a qual era submetida, conseguiu fugir, mas ficou devendo dinheiro a Ramón, que agora a ameaça de morte.

Assustado, o jogador diz que acionará a polícia, mas a jovem implora para ele não fazer isso, pois seus documentos são falsos. Roni ainda oferece saldar a dívida dela, mas Suelen esclarece que a quantia é exorbitante. O gato, então, entrega um dinheiro para ela tentar fugir e minutos depois convence Leandro a voltar com ele à boate. Os dois, no entanto, são reconhecidos por Ramón e fogem sem ter condição de resgatar a refém. No dia seguinte, Suelen procura, mais uma vez, partir sozinha. Contudo, ao ser flagrada pelo bandido é roubada por ele e duramente espancada. Trancada num cubículo, ela fica entre a vida e a morte e Roni não sabe o que fazer para livrá-la da ameaça de assassinato que pode acontecer a qualquer momento.

Fonte: Revista Ti Ti Ti. Ed. 717. 8 de junho de 2012.

Espero que gostem. 
ME

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Estilo das Celebridades: Confira a lista com os dez segredos de beleza de Nathália Dill, de "Avenida Brasil"



Linda no papel de Débora, Nathalia Dill criou novos hábitos para compor a personagem. Preocupada com a saúde, ela não sacrifica a pele em nome da beleza e prioriza alimentos orgânicos para manter o corpo esbelto.

“Sempre penso no conceito de vaidade, e para mim ele está ligado à saúde. Prefiro não usar maquiagem no dia a dia e ficar mais saudável. Tem gente que está maquiada todo dia, mas ao mesmo tempo sacrifica a pele”, conta.

Quer copiar as dicas de formosura da jovem? Então anote as 10 dicas de beleza da atriz:



Espero que gostem. 
ME





domingo, 3 de junho de 2012

Artista do Dia: Eliana Guttman

A atriz em Poder Paralelo (2009), interpretando Dulce.
A atriz (centro) em Esperança (2002), contracenando com Reynaldo Gianecchini  (esquerda) e Ana Paula Arósio (direita).
A atriz em Rebelde (2011), como a megera Ofélia.
A atriz em Luz do Sol (2007), como Maria Eugênia.

A atriz Eliana Guttman nasceu no dia 15 de março de 1954, em São Paulo. De origem judaica, a atriz Eliana Guttman é um dos nomes de destaque da nova safra cultural brasileira. Descendente de poloneses, Eliana desenvolve trabalhos em todos os ramos da arte e da comunicação. Seu currículo inclui filmes, telenovelas, seriados e comerciais de televisão.

Dona de uma poderosa voz, sua galeria de personagens bastante diversificada e sua capacidade de circulação pelas diversas áreas de atuação, a colocam, hoje, numa posição de destaque no cenário artístico nacional.

Formada pela EAD/USP (Escola de Arte Dramática) em 1989, trabalhou como secretária bilíngüe e iniciou a carreira em teatro no final dos anos 80.

Sua primeira novela foi Xica da Silva (96), como Dona Céu Gonçalo, e depois faz Mandacaru (97), como  Nevinha. Em 1998, transferiu-se para a Rede Bandeirantes, onde fez Meu Pé de Laranja Lima (98), como Estefânia. Em 1999, foi para a Rede Globo, onde fez Força de Um Desejo (99), como Laura, verdadeira mãe de Alice (Lavínia Vlasak). Em 2002, destacou-se em Esperança (2002), como a judia Tzipora, mulher de Ezequiel (Gilbert Stein). Em 2005, fez mais uma produção de Benedito Ruy Barbosa, Mad Maria (2005), como Dona Inês, empregada de Luiza (Priscila Fantin).

Em 2006, fez Cristal (2006), como Dona Luísa, mãe de Ângelo (Victor Wagner). Em 2007, transfere-se para a Rede Record, e lá faz Luz do Sol (2007), como Maria Eugênia, avó de Drica (Luma Costa), que foi sequestrada por Lorena (Karine Carvalho). Em 2009, faz Poder Paralelo (2009), como Dulce Orlim, mulher de Armando (Cecil Thiré), mãe de Vânia (Bete Coelho) e Maura (Adriana Garambone),  avó de Luísa (Fernanda Nobre), Pedro (Guilherme Boury) e Júnior (Rodrigo Simas).

Atualmente está em Rebelde (2011), como a megera Ofélia, avó de Tomás (Chay Suede) e mãe de Leila (Adriana Londoño).

Em 2002, publicou As Delícias da Cozinha Judaica, lançado pela Editora Globo. 

Espero que gostem. 
ME