terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Mundo das Celebridades: Nervos de Principiante

Leonardo: insegurança e dispersão na estreia como rebelde urbano.
"O ator Leonardo Vieira, 24 anos, está pagando com um desafio bem maior o sucesso de sua pequena participação na novela Renascer, da Globo. O coronelzinho da primeira fase da novela volta para protagonizar  com o mesmo par, a atriz Patrícia França, a próxima novela das 6, Pegafogo. O problema agora é que o peso da responsabilidade de repetir o desempenho elogiado da estréia está minando a segurança do ator. A tal ponto que, coisa rara na televisão, ele pede que só fiquem no estúdio em suas cenas os técnicos e atores indispensáveis para a gravação. "Eu não esperava pegar o papel de protagonista", diz. Nas cenas externas ele faz o que pode para garantir a mesma privacidade do estúdio. Exige que a produção tire do seu raio de visão os curiosos que se acotovelam para espiar as gravações. "Fico muito disperso", desculpa-se. Pouco à vontade diante das câmeras, ele atribui seu nervosismo ao personagem, um rebelde urbano sem o charme ingênuo do coronelzinho. "O Lucas é muito doidão, não tem nada a ver comigo.""

Fonte: Revista VEJA, 18 agosto 1993.

Espero que gostem.
ME

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Ficha de Personagem: Abigail Rossini (Quatro Por Quatro)


A personagem Abigail Rossini foi uma das melhores na carreira de Betty Lago na Rede Globo. No começo ela era morena, e depois do capítulo 180, tingiu seu cabelo para loiro. 
Mulher do médico Gustavo Rossini (Marcos Paulo), ela se separa dele depois de uma briga. Ela vai à cadeia junto com Auxiliadora (Elizabeth Savalla), Tatiana (Cristiana Oliveira) e Babalu (Letícia Spiller).Ela tem seu único objetivo: vingar-se do seu marido e lutar na Justiça pela sua filha adotada, Ângela (Tatyane Goulart), com Bruno (Humberto Martins), verdadeiro pai da menina. 
Seu personagem foi sucesso de público e crítica, e ganhou o prêmio Contigo! de melhor atriz cômica e o troféu Imprensa de melhor atriz revelação.  Betty Lago mostrou que era uma ótima atriz e continua fazendo muito sucesso até os dias de hoje.
Depois dessa novela, faria mais sucessos, como O Amor Está No Ar (97), Uga Uga (2000), Kubanacan (2003), Cinquentinha (2009), e atualmente Vidas em Jogo (2011). 

Espero que gostem.
ME

Mundo das Celebridades: Transplante de Atrizes

Bruna e Cristiana: corações angélicos são trocados na nova novela da Globo.
"Sônia Braga, em Nova York, recusou o papel, dizendo que perderia o controle sobre o personagem. Bruna Lombardi, 38 anos, lá de Los Angeles, topou. Ela vai ser Betina, personagem que morre logo nos primeiros capítulos de Clube das Mulheres, próxima novela das 8 da Globo. Como Sônia, Bruna não vai ter controle sobre a trama mirabolante - a personagem sofre um acidente de automóvel e seu coração é transplantado -, mas ganhou uma sucessora cardíaca à altura. Está tudo acertado para que Cristiana Oliveira, 28 anos, a Camille de Amazônia II, carregue o coração angélico, como a protagonista da novela. O contrato da atriz com a TV Manchete termina no dia 30 de junho e Cristiana não quer falar na troca de coração nem de emissora, mas reconhece que o assunto está batendo em ritmo acelerado. "Eles estão noivos, pode até dar em casamento", diz Flávio Sandrini, empresário da inesquecível Juma de Pantanal, cortejada pela Globo desde o tempo em que virava onça."

Fonte: Revista VEJA, 27 maio 1992.

Espero que gostem.
ME

Mundo das Celebridades: Aspirante com Estilo

Betty Lago: assessoria para o figurino do papel da estréia da Globo.

"A Globo resolveu repetir a experiência Sílvia Pfeifer: contratou a top model Betty Lago, 36 anos, para interpretar a rica e frágil Natália da minissérie Anos Rebeldes. O teste do talento ainda não foi ao ar, mas Betty já se garantiu ao quesito estilo. Para reproduzir os figurinos do fim da década de 60, Betty mobilizou seus próprios acessórios de época, comprados em brechós de Nova York, onde mora há sete anos. Se não impressionar muito como atriz, pelo menos terá condições ideais de desfilar as cópias de Balenciaga e Yves Saint Laurent que comporão o estilo de Natália."

Fonte: Revista VEJA, 20 maio 1992.

Espero que gostem.
ME

Mundo das Celebridades: Garotas do Leblon

Malu e Cláudia: modelito comportado dos anos 60 que agradou às atrizes.
"Dono do túnel do tempo na TV Globo, Gilberto Braga aprontou mais uma ilusão de ótica. Na semana passada as atrizes Malu Mader, 25 anos, e Cláudia Abreu, 21 anos, transformaram-se em garotas do Leblon dos anos 60. Como convém às personagens da minissérie Anos Rebeldes, que irá ao ar em julho, elas exibiam várias polegadas de pano a mais, arranjo que agradou as atrizes. "Não posso tomar sol que fico cheia de sardas", explica Cláudia. "Nunca gostei de fio dental", conta Malu."

Fonte: Revista VEJA, 22 abril 1992.

Espero que gostem.
ME

domingo, 29 de janeiro de 2012

Mundo das Celebridades: Um Casal Doido Demais

Vera Fischer: bateu-levou atrapalha a carreira.

"Sua beleza loira resiste a tudo, mas a carreira de vez em quando estremece, abalada por um romance explosivo. Vera Fischer, 40 anos, quase foi expulsa do elenco de Perigosas Peruas, nova novela da Globo, programada para estrear no começo de fevereiro. Depois de mais uma briga no estilo bateu-levou com o namorado Felipe Camargo, 31 anos, a ex-Jocasta faltou a gravações da novela. A direção da Central Globo de Produção chegou a procurar uma nova protagonista. Doris Giesse, Bruna Lombardi e Natália do Vale foram cogitadas para o papel. Vera acabou por receber um voto de confiança da Globo, mas agora acusa a emissora de inventar a confusão toda para forçá-la a desistir de montar a peça Macbeth ao mesmo tempo em que faz a novela. Prantos quebrados e copos atirados pela janela são comuns no cotidiano do casal. Felipe Camargo, o ex-Édipo, que teve uma aparição fugaz na novela Pedra Sobre Pedra, já foi impedido de viver o Beija-Flor de O Dono do Mundo, depois de ser internado com perfuração no abdômen, sofrida numa discussão doida com a atriz, no ano passado."

Fonte: Revista VEJA, 15 janeiro 1992.

Espero que gostem.
ME





Mundo das Celebridades: Do Jeito Que A Globo Gosta

Letícia Sabatella: não tem erro

"O nome dela é Letícia Sabatella, tem 20 anos, rosto lindo, corpo perfeito, mancha no braço direito de fazer inveja às pernas da Angélica e uma timidez absolutamente provocante. Nasceu em Belo Horizonte, foi criada em Curitiba está no Rio de Janeiro sendo talhada para estrela da Rede Globo. Não tem erro. Letícia não é mais um manequim com as medidas que a emissora considera adequadas a suas atrizes. Como toda jovem atriz que se preza, pretendia dar o pulo do gato com Sonhos de uma Noite de Verão, que começara a ensaiar. Quase por acaso a Globo interceptou seu encontro com Shakespeare. Emílio di Biase, o caçador de talentos da emissora, assistia a O Barbeiro da Sevilha, no Teatro Guaíra, quando entrou em cena um figurante vestida de colombina. Era ela. Letícia estreou no vídeo em abril no especial Os Homens Querem Paz e será Taís em O Dono do Mundo, novela das 8 que estréia dia 20. A bela roubou o papel de Andréa Beltrão - que logicamente, ficou uma fera."

Fonte: Revista VEJA, 8 maio 1991.

Espero que gostem.
ME

Mundo das Celebridades: As estrelas das minisséries


"A produção de minisséries da Globo foi agitada na semana passada, por duas novidades. A primeira é a estreia da belíssima modelo gaúcha Sílvia Pfeifer, 32 anos, que já desfilou em passarelas internacionais para grandes nomes da alta costura, como o italiano Giorgio Armani. Sílvia terá um papel na minissérie Boca do Lixo, que vai ao ar a partir desta semana. "Fui convidada para fazer o papel numa terça-feira e na sexta já estava gravando",  diz ela. A Rede Globo copia a estratégia da Manchete para brigar pela audiência. O sucesso da novela Pantanal também é calcado numa modelo belíssima que virou atriz, Cristiana Oliveira. A segunda é que o seriado Riacho Doce acaba de perder sua atriz principal. Cássia Kiss, 32 anos, abandonou as gravações da minissérie depois de um bate-boca com o diretor Paulo Ubiratan. Os dois não se entenderam sobre o figurino do personagem de Cássia."

Fonte: Revista VEJA, 18 julho 1990.

Espero que gostem.
ME

sábado, 28 de janeiro de 2012

Ficha de personagem: Ricardo Miranda (Meu Bem, Meu Mal)


Entre 1990 e 1991, o saudoso autor Cassiano Gabus Mendes (1927-93) fez a novela Meu Bem, Meu Mal especialmente para o horário das oito. E um dos destaques da novela foi Ricardo Miranda, vivido por José Mayer. 
Seu personagem vivia em conflito com o protagonista principal, Dom Lázaro Venturini (Lima Duarte), sócio da Venturini Designers. Ambicioso por natureza, o amante de Isadora (Sílvia Pfeifer) e pai de Jéssica (Mylla Christie) conseguia destruir qualquer pessoa para ser um bom empresário. Ele foi o responsável por arruinar  a vida de Felipe (Armando Bógus), cuja filha, Patrícia (Adriana Esteves) planeja a vingança de Ricardo.
José Mayer faria mais sucessos após essa novela, como Pátria Minha (94), História de Amor (95), A Indomada (97), Laços de Família (2000), Mulheres Apaixonadas (2003), Páginas da Vida (2006), Viver a Vida (2009), e atualmente Fina Estampa (2011).

Espero que gostem.
ME

Biografia: Maitê Proença


A atriz Maitê Proença Gallo nasceu no dia 28 de janeiro de 1958, em São Paulo. Filha de Margot Proença e Eduardo Gallo, passou sua juventude em Campinas. Aos 5 anos, ingressou na Escola Americana de Campinas, e aos 12, perdeu a mãe e foi morar com o irmão. Chegou a cursar Psicologia na PUC em São Paulo.

Sua primeira novela foi Dinheiro Vivo (79), como Joaninha, e no ano seguinte, faz sua primeira novela na Globo, As Três Marias (80), como Maria da Glória, atuando ao lado de Nádia Lippi e Glória Pires. Em 1981, faz seu primeiro papel de destaque em Jogo da Vida (81), como Carla, ganhando o prêmio APCA de revelação feminina. Em 1983, faz Guerra dos Sexos (83), como a bela e romântica Juliana, fazendo par com Mário Gomes. Depois, transfere-se para a rede Manchete e faz a minissérie A Marquesa de Santos (84), como a Marquesa de Santos. Em 1985, na Globo, fez Um Sonho a Mais (85), como Valéria, contracenando com Marco Nanini.

Em 1986, de novo na Manchete, fez Dona Beija (86), como a protagonista Dona Beija, e logo, faz Corpo Santo (87), como Adriana. Ainda no ano de 1987, volta à Globo para fazer Sassaricando (87), como a fotógrafa Camila, contracenando com Edson Celulari. Em 1989, faz mais um de seus sucessos em O Salvador da Pátria (89), como a professora Clotilde, por quem Sassá Mutema (Lima Duarte) se apaixona.Em 1991, em dose dupla, faz a minissérie O Sorriso do Lagarto (91), como Ana Clara e a novela Felicidade (91), como a protagonista Helena, ambas contracenando com Tony Ramos.

Em 1993, fez Contos de Verão (93), como Pamela, e em 1995, fez uma participação em Cara e Coroa (95), como Heloísa, assassinada por Mauro (Miguel Falabella). Só volta às novelas em Torre de Babel (98), como Clara, e depois participa de Vila Madalena (99), como Eugênia. Em 2001, participa de Estrela-Guia (2001), como Kalinda, e em seguida, participa de Da Cor do Pecado (2004), como Vera, mãe da antagonista Bárbara (Giovanna Antonelli). Em 2005, participa de A Lua Me Disse (2005), como Maria Regina, que morre no ínicio da trama. Depois dessa novela, aproveita a pausa para participar do programa Saia Justa da GNT, ao lado de Mônica Valdvogel, Betty Lago e Márcia Tiburi.

Em 2008, depois de afastada das novelas, participa de Três Irmãs (2008), como Walquíria, mãe de Eros (Paulo Vilhena) e logo faz uma participação em Caminho das Índias (2009), como Nanda. Em 2010, participa de Passione (2010), como Stela.

Já foi casada com Paulo Marinho entre 1983 e 1995, com quem teve a filha, Maria, nascida em 1990. Desde 1996, é casada com Edgar Moura.

Espero que gostem.
ME






sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Biografia: Míriam Freeland


A atriz Míriam Pacheco Freeland nasceu no dia 11 de outubro de 1978, em Rio de Janeiro. Aos 4 anos, começou a estudar balé clássico, e aos 9, queria ser atriz. Depois que viu a peça de sua prima na Escola Tablado, no Rio, insistiu para o pai que queria estudar teatro, e no Tablado. O pai falou com a professora pessoalmente e a atriz conseguiu vaga aos 11 anos. Depois de 3 anos estudando teatro, fez sua primeira peça profissional, de autoria de Maria Clara Machado, que contava a história do Paço Imperial.

Sua primeira novela foi A Viagem (94), como Cris, amiga de Estela (Lucinha Lins) e Bia (Fernanda Rodrigues). Depois fez uma participação na novela Cara e Coroa (95), como a amiga de Pedro (Thierry Figueira). Logo, se transfere para a rede Bandeirantes, onde faz as novelas Perdidos de Amor (96), como Antônia, e O Campeão (96), como Daniela. Em 1997, participa da série Caça Talentos (96), como Carolina, e no ano seguinte, transfere-se para a SBT para fazer a novela Fascinação (98), como Aninha.

Em 2000, na Globo, fez O Cravo e A Rosa (2000), como Candoca, onde teve reconhecimento do público e da crítica. Depois, fez Esperança (2002), como Beatriz, e logo, fez Um Só Coração (2004), como Pagu, uma ativista política que participou dos movimentos culturais do ínicio do século XX. Em 2005, transfere-se para a Rede Record, e faz sua primeira protagonista na carreira em Essas Mulheres (2005), como Emília Duarte, filha de Leocádia (Ana Beatriz Nogueira). Logo faz Bicho do Mato (2006), como Ruth, e Os Mutantes (2008), como Marta. Em 2009, faz Poder Paralelo (2009), como Lígia Brandão.

Neste ano, a atriz estará em Máscaras (2012), como uma das protagonistas.

A atriz é casada com Roberto Bomtempo, com quem teve o filho, Miguel, nascido em 2011.

Espero que gostem.
ME



quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Entrevista: Adriana Birolli


Cheia de estilo, atitude e ética, Patrícia de Fina Estampa tem se mostrado uma bela inspiração para as jovens que querem ser do bem sem parecerem bobinhas, como muitas vezes as heroínas de novelas são apresentadas.
Adriana Birolli, de 24 anos, que faz o papel, se identifica com a jovem. A atriz curitibana começou a interpretar aos 8 anos. Formou-se produtora de teatro no Paraná e em 2007 mudou-se para o Rio de Janeiro a fim de cursar a Oficina de Atores da Globo.
Atuou em Beleza Pura (2008) e ganhou o prêmio de Atriz Revelação, do Melhores do Ano, do Domingão do Faustão, por seu trabalho em Viver a Vida (2009), na qual interpretou Isabel, uma garota insolente e má. Agora ela dá um show na trama de Aguinaldo Silva e seus looks são elogiados e copiados pelos fãs. Neste papo esperto, a estrela fala de seu visual e das qualidades de sua personagem com as quais se identifica. Vamos nessa?

TITITI- As mulheres estão apaixonadas pelas roupas de Patrícia. Você tem  mesmo gosto dela?
Adriana Birolli- Eu gostaria de ter o mesmo estilo da Patrícia, porém ela conta com uma equipe inteira de profissionais maravilhosos para criar seus looks. Nem que quisesse, conseguiria! Então me contento em vestir os looks (para a novela) e me encantar quando vejo o resultado. No dia a dia sou despojada. Mas à noite, gosto de sofisticação, de causar.

O que tem feito para manter a boa forma?
Absolutamente nada. Detesto malhar. Sou magra por natureza.

Toma algum cuidado com a alimentação ou a genética ajuda?
A genética ajuda, sim. Como de tudo, mas sempre em pequenas quantidades.

O que faz para manter a pele saudável e bonita?
Sempre tiro a maquiagem antes de dormir. E prefiro investir em bons produtos para ter um resultado melhor. Uso demaquilante para área dos olhos de La Roche, Prime de Yves Saint Laurent antes de me maquiar, loção Beatriz da Dermatus ao acordar e antes de dormir para controlar a oleosidade da pele.

Você está com megahair. Quis colocar ou foi exigência da novela? Como cuida?
Entramos num consenso. Discutimos o look e chegamos ao resultado. Os cuidados são normais, como se fossem com os próprios cabelos. Hidratação, lavagem normal, tratamento de queratina...

Você é vaidosa? 
Nem um pouco. Mas sou profissional, portanto cuido de minha pele, do meu visual e do meu corpo.

A aparência de Patrícia vai mudar ate o final da trama ou continuará assim?
Ela vai mudando. A franja do começo era para definir uma certa inocência, assim como o batom rosa-claro. Depois ela foi se delineando uma mulher mais forte, mais determinada e os cabelos e o make-up acompanharam esta transformação.


Acredita mesmo com os erros de Antenor (Caio Castro) cometeu, a Patrícia deverá ficar com ele?
Quem decide esta questão é Aguinaldo Silva. O que ele escolher para meu final está ótimo.

Na novela, sua personagem é uma menina frágil, mas, ao mesmo tempo, muito determinada. Quais são as características que têm em comum com ela?
Tenho tudo a ver com a Patrícia. Nunca antes interpretei alguém com valores tão próximos dos meus. Só, acho ela muito acomodada no sentido da dependência dos pais. Comecei a trabalhar com 15 anos. Detesto depender dos outros, em qualquer sentido.

Para finalizar, o que o público pode esperar da Patrícia até o fim da trama?
Pode esperar todo o meu empenho para dar uma boa interpretação. Aproveito a oportunidade para mandar um beijo enorme para todos os leitores da revista TITITI!

Fonte: Ti Ti Ti. Ed. 698. 27 janeiro 2012.

Espero que gostem.
ME

Biografia: Carolina Dieckmann


A atriz Carolina Dieckmann Worcman nasceu no dia 16 de setembro de 1978, em Rio de Janeiro. É filha de Maíra e Roberto Dieckmann e tem três irmãos: Bernardo e os gêmeos Edgar e Frederico. Aos 13 anos, jogava bola com os irmãos quando foi convidada por Antônio Velasquez, da Agência Class, para tornar-se modelo.

Seu primeiro trabalho ocorreu em 1993, quando fez Sex Appeal (93), como Claudinha, uma das candidatas do concurso, e fez uma participação em Fera Ferida (93), como Carolina. Sua primeira novela inteira que fez foi Tropicaliente (94), como Açucena, filha de Ramiro (Herson Capri) e Serena (Regina Dourado). Depois, fez Vira-Lata (96), como Renata e mais tarde, fez Por Amor (97), como Catarina, filha de Sirléia (Vera Holtz) e Nestor (Marco Ricca). Em 2000, fez a novela que foi um divisor de águas na sua carreira, Laços de Família (2000), como Camila. Em uma das cenas, ela teve que raspar sua cabeça.

Em 2001, fez uma participação em As Filhas da Mãe (2001), como Luise, e entre 2003 e 2004 fez dois sucessos: Mulheres Apaixonadas (2003), como Edwiges, abordando o tabu da virgindade até depois da adolescência; e Senhora do Destino (2004), interpretando dois papeis: Maria do Carmo na primeira fase, que depois seria feito por Suzana Vieira, e Isabel Tedesco na segunda. Em 2006, fez sua primeira vilã em Cobras e Lagartos (2006), como Leona, prima da Bel (Mariana Ximenes) que morre no incêndio da Luxus no final da novela. Logo, faz uma das protagonistas em Três Irmãs (2008), como Suzana, que no final fica com Eros (Paulo Vilhena). Em seguida faz Passione (2010), como a jornalista Diana. 

Atualmente está Fina Estampa (2011), como a ambiciosa Teodora.

Já foi casada com Marcos Frota entre 1997 e 2004, com quem teve o filho Davi, nascido em 1999. Desde 2007, é casada com Tiago Worcman, com quem teve o filho, José, nascido em 2007.

Espero que gostem.
ME

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

FINA ESTAMPA: Tereza Cristina é filha da tia Íris


Caberá a Álvaro revelar que é irmão e não primo da vilã que, dizem, foi roubada da verdadeira família antes de nascer.


O tão famigerado segredo de Tereza Cristina (Christiane Torloni) passa bem longe de ela ser filha de uma empregada como será dito nos capítulos de Fina Estampa.
Segundo as fontes da revista TITITI, a empregada trabalhava para a família Buarque Siqueira e fez uma troca de bebês. A filha dela teria nascido morta e substituída pela criança de Íris (Eva Wilma), que engravidou na mesma época. E a jacaroa do Nilo tem o mesmo sangue ruim da mamãe Íris, e esta não sabe que é mãe Tereza Cristina.
Marcela (Suzana Pires) talvez era a única pessoa que descobriu o mistério que envolve Tereza Cristina, quem a assassinou, e Álvaro (Wolf Maya). Vale a pena lembrar que Luana (Joana Lerner) disse em duas ocasiões a ele que era o verdadeiro irmão da vilã, e não primo. Para todo mundo, Tereza Cristina é quem se engana.
O fato é que a empregada, a verdadeira mãe, foi internada no hospício e morreu ao revelar o seu segredo aos médicos. Depois que Tereza Cristina fica sabendo que é filha da empregada doida, a vilã surta quando é procurada pelos jornalistas, principalmente Beto Júnior (a emissora não forneceu o nome do ator) que lhe revela ter descoberto que ela foi adotada pela família Buarque Siqueira. A megera chama o rapaz na mansão e quase o joga da escada, porque é impedida por Renê Júnior (David Lucas). O jornalista vai embora e publica a reportagem. Após o golpe, Tereza Cristina, com o apoio de Crô (Marcelo Serrado), Paulo (Dan Stulbach), Renê (Dalton Vigh) e dos filhos, reúne a imprensa para dar declarações, conseguindo reverter a situação.

Fonte: Revista Ti Ti Ti. 27 janeiro 2012.

Espero que gostem.
ME




terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Novela: Belíssima

Tony Ramos, Cláudia Abreu e Glória Pires como Nikos, Vitória e Júlia.
Autor: Sílvio de Abreu.
Capítulos: 209.
Horário: 21h.
Exibição: 7 novembro 2005-7 julho 2006.
Elenco: Glória Pires, Tony Ramos, Marcello Antony, Cláudia Raia, Carolina Ferraz, Reynaldo Gianecchini, Vera Holtz, Alexandre Borges, Pedro Paulo Rangel, Camila Pitanga, Vladimir Brichta, Henri Castelli, Letícia Birkheuer, Nelson Xavier, Leopoldo Pacheco, Cauã Reymond, Carmem Verônica, Íris Bruzzi, Ivone Hoffmann, Jussara Freire, Nicola Siri, Ítalo Rossi, Cacá Carvalho, Marcelo Médici, Maria Flor, Carlos Takeshi, Gianfrancesco Guarnieri, Serafim Gonzalez, Guilherme Weber, Leona Cavalli, Mônica Torres, Thiago Martins, Ada Chaseliov, Sheron Menezes, Lui Mendes, Lívia Falcão, Paola Oliveira, Bianca Comparato, Enrica Duncan, Leonardo Carvalho, Angelita Feijó, Giácomo Pinotti, Juliana Kametani, Eduardo Hashimoto, Juliana Martins, Via Negromonte, Vitor Morosini, Marina Ruy Barbosa, Thomas Veloso, Marcos Palmeira, Cláudia Abreu, Irene Ravache, Lima Duarte e Fernanda Montenegro.
Sinopse: A novela contava sobre a ambição de Bia Falcão (Fernanda Montenegro) de se apoderar dos bens dos netos - Pedro (Henri Castelli) e Júlia (Glória Pires) -, entre os quais a fábrica de roupas íntimas Belíssima, que fora de sua filha, morta precocemente em um acidente de avião. 
Vitória (Cláudia Abreu), mulher de Pedro (Henri Castelli), assassinado por Bia, é uma ex-menina de rua que nunca aceitou a contratação de André (Marcello Antony) para seduzir Júlia e roubar seus bens. Júlia é a proprietária da Belíssima e administradora do Grupo Assumpção. Ela se apaixona por André com quem acaba se casando. Mas o grego Nikos (Tony Ramos) é apaixonado por Júlia e os dois terminam juntos após uma série de reviravoltas.
Curiosidades:
  • Teve média geral de 48,5 pontos, sendo a terceira maior audiência da década de 2000, atrás de América (2005) e Senhora do Destino (2004).
  • Os vestidos de fibra e o corte de cabelo repicado de Vitória (Cláudia Abreu) conquistaram o público feminino.
  • Muitos foram os destaques da trama, como Fernanda Montenegro, Reynaldo Gianecchini, Cláudia Raia e Tony Ramos. O maior deles foram as vedetes Mary Montilla e Guida Guevara, interpretadas por Carmem Verônica e Íris Bruzzi, que fizeram um show depois da novela.
  • A novela marcou a volta de Lui Mendes nas novelas, afastado desde Corpo Dourado (98).
  • Foi a primeira novela de Marcelo Médici, Letícia Birkheuer, Leona Cavalli e de Paola Oliveira na Globo. Também foi a última de Serafim Gonzalez e Gianfrancesco Guarnieri.
  • A novela ganhou muitos prêmios.
  • Henri Castelli teve que sair da novela cedo, porque estava escalado para Cobras e Lagartos (2006). Seu personagem na novela foi assassinado por Bia Falcão (Fernanda Montenegro).
  • As cenas foram gravadas em São Paulo, na Grécia e na ilha de Guaratiba, no Rio de Janeiro.
  • O Casseta e Planeta, Urgente! parodiou esta novela de Baleíssima.
Fontes: 
TV Globo: Novelas e Minisséries.

Espero que gostem.
ME

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Ficha de Personagens: Auxiliadora (Quatro Por Quatro)


A atriz consagrada Elizabeth Savalla voltou às novelas na novela Quatro Por Quatro (94), depois de afastada da novela Hipertensão (86) e fazer duas minisséries, Meu Marido (91) e Sex Appeal (93). Ela interpretou Auxiliadora, uma mulher batalhadora que foi expulsa da casa de Alcebíades, interpretado por Tato Gabus Mendes. 
Auxiliadora lutou muito para que Alcebíades prosperasse muito nas padarias de sua propriedade. Mas ele a traiu com Elisa Maria, uma garota muito jovem do que a própria ex-mulher. No capítulo 5, exibido no dia 28 de outubro de 1994, Auxiliadora brigou com o marido enquanto estava na feira e nesse mesmo capítulo, bate com outros três carros, o de Abigail (Betty Lago), o de Babalu (Letícia Spiller) e o de Tatiana (Cristiana Oliveira). As quatro mulheres ficam juntas até o capítulo 190, quando sua personagem é sequestrada por Abigail e Tatiana, disfarçadas de homem. Auxiliadora só volta no fim do capítulo 228, quando as quatro mulheres se reúnem.
No final da novela, Auxiliadora se envolve com Samuel (Kadu Moliterno) e bem no fim do capítulo 233, exibido no dia 21 de julho de 1995, Auxiliadora e as outras três foram para a cadeia de novo, e ela promete se vingar de Samuel.
Ela voltaria em mais sucessos, como Quem é Você? (96), A Padroeira (2001), Chocolate com Pimenta (2003), Alma Gêmea (2005), Sete Pecados (2007), Caras e Bocas (2009), e recentemente, Morde e Assopra (2011).

Espero que gostem.
ME









FINA ESTAMPA: Antenor entrega segredo de Tereza Cristina para a imprensa



Para surpresa e indignação de Antenor (Caio Castro), Griselda (Lília Cabral) se recusa a usar o segredo de Tereza Cristina (Christiane Torloni) para prejudicar a rival. Ética, a portuguesa tenta fazer o filho entender que a família da megera irá sofrer com o escândalo. Descontrolado, o estudante de medicina, contra a vontade da mãe, invade a casa da vilã e avisa que irá desmascará-la.
O que o rapaz não imagina é que Pereirinha (José Mayer) estava na suíte da milionária. Para defender a amante, o pescador toma o laptop de Marcela (Suzana Pires) do filho e apaga o arquivo comprometedor. Antenor devolve o computador a Álvaro (Wolf Maya), sem contar para ninguém que gravou o vídeo-denúncia de Marcela num pen drive. Ele passa a informação a um jornalista que promete publicar o escândalo.

Fonte: Revista Ti Ti Ti. 20 janeiro 2012. 

Espero que gostem.
ME


domingo, 22 de janeiro de 2012

Fotos: Betty Lago e Marcello Novaes em Quatro Por Quatro














Espero que gostem.
ME

Novela: Livre Para Voar

Carla Camurati, Fernando Almeida e Tony Ramos como Bebel, Gibi e Pardal.
Autor: Walther Negrão.
Capítulos: 184.
Horário: 18h.
Exibição: 17 setembro 1984-12 abril 1985.
Elenco: Tony Ramos, Carla Camurati, Edney Giovenazzi, Thaís de Campos, Suzana Faini, Cássio Gabus Mendes, Vera Gimenez, Jorge Cherques, Rogério Fróes, Paulo César Grande, Abrahão Farc, Cléa Simões, João Carlos Barroso, Cássia Foureaux, Elida L'Astorina, Elizabeth Henreid, Oswaldo Campozana, Tony Vermont, Dora Pelegrino, Alexandre Frota, Guida Vianna, Rodolfo Bottino, Cássia Kiss, Tiago Santiago, Deborah Fucs, Denise Milfont, Fernando Almeida, Elias Gleizer, Laura Cardoso, Carlos Augusto Strazzer e Nívea Maria.
Sinopse: Bebel (Carla Camurati) é herdeira da fábrica de cristais do pai, em Poços de Caldas (MG), mas se passa pela operária Cristina para testar a integridade dos funcionários.
Pardal (Tony Ramos) mora em um vagão de trem e esconde que é um arquiteto acusado de um crime que não cometeu. Pardal conhece o menino Gibi (Fernando Almeida), que foge de um orfanato, e apesar da diferença de idade, os dois se tornam grandes companheiros. No final da novela, Pardal e Bebel se casam e ambos adotam a criança.
Curiosidades:
  • Foi a primeira novela de Cássia Kiss, Rodolfo Bottino, Denise Milfont, Alexandre Frota, Fernando Almeida e Tiago Santiago.
  • Teve média de 47 pontos, uma ótima média para o horário.
  • As cenas que valorizaram a novela foram a relação neurótica entre Danilo (Carlos Augusto Strazzer)  e Helena (Dora Pellegrino) e o envolvimento de Bia (Nívea Maria) com Edu (Cássio Gabus Mendes), apesar da diferença de idade.
  • Foi reexibida no Vale A Pena Ver de Novo entre 13 de outubro de 1986 e 24 de abril de 1987, em 140 capítulos.
  • Carla Camurati foi um dos destaques da trama como a insegura Bebel.
Fontes:
TV Globo: Novelas e Minisséries.

Espero que gostem.
ME

sábado, 21 de janeiro de 2012

Novela: Kananga do Japão

Christiane Torloni como Dora.
Autor: Wilson Aguiar Filho. 
Capítulos: 208.
Horário: 21h30.
Exibição: 19 julho 1989-25 março 1990.
Elenco: Christiane Torloni, Raul Gazolla, Giuseppe Oristânio, Eliane Cristina, Carlos Eduardo Dolabella, Lúcia Alves, Ewerton de Castro, Paulo Castelli, Júlia Lemmertz, Rui Rezende, Chico Diaz, Riva Nimitz, Tamara Taxman, Buza Ferraz, Tarcísio Filho, Yara Lins, Solange Couto, Ernesto Piccolo, Antônio Pitanga, Haroldo Costa, Karen Accioly, Elisa Lucinda, Maurício do Valle, Maria Alves, Paulo Barbosa, Sandro Solviat, Ana Beatriz Nogueira, Cristiana Oliveira, Via Negromonte, Rosamaria Murtinho, Rubens Corrêa, Nelson Xavier, Zezé Motta, Carlos Alberto, Sérgio Viotti, Cláudio Marzo e Tônia Carrero.
Sinopse:  Com a quebra da Bolsa de Valores de Nova York em 1929, a família de Dora (Christiane Torloni) fica na miséria. Na nova realidade, a moça passa a freqüentar o Grêmio Recreativo Familiar Kananga do Japão, uma casa noturna localizada na famosa Praça Onze, no centro do Rio de Janeiro. Lá, ela conhece Alex (Raul Gazolla), um tipo cafajeste por quem se apaixona, mas acaba se casando com o milionário Danilo (Giuseppe Oristânio). O dançarino se casa com uma moça que o ama, Lisete (Eliane Cristina), e os quatro acabam infelizes. Os conflitos ficam ainda mais acirrados quando a mãe de Danilo, Letícia Viana (Tônia Carrero), se apaixona por Alex e este se aproveita do fato para aplicar-lhe um tremendo golpe. 53 meses depois, eles não passarão a justiça sem fronteiras. Noronha (Cláudio Marzo), o grande forasteiro se encontrando a amante Sílvia (Júlia Lemmertz), o poderoso Teodoro (Sérgio Brito) e a esposa Alzira (Ana Beatriz Nogueira), o mais e sensuável triângulo amoroso, Hannah (Cristiana Oliveira), uma mulher que só acredita nos jogos do poder. Chico Viana (Carlos Alberto), seu pai, o fundador dos alcóolicos anônimos, Virgínia, a filha incompreendida, Zulmira (Yara Lins), a namorada mais velha, sobrinha do Dr. Richard Finnegan (Harry Stone), o simpático americano que sofre um reino proibido, e nunca te arriscando com a sua conseqüente Sueli (Elisa Lucinda). Torquato (Maurício do Valle), um amigo ambicioso, Bira (Antônio Pitanga) e Zé Leandro, dois fortes aliados, Uálber Cañhedo, o esotérico conquistador, Olga Benário (Betina Viany), Jorge (Rui Rezende), Rodolfo Ghioldi e Eduarda (Daniela Perez), quatro casais e um destino, Epílogo, o genro dos estados anarquistas, Marcelo, o maior inimigo nº 1 dos poderosos da Praça Onze, Murilo, o político de prestígio, que se transformou uma grande missão em Pedro Ernesto, o mau caráter se coloca pra mudar tudo no seu escândalo financeiro.
Documentos perdidos e falsificados, se ocorrem as empresas de Alex e Dora, mas, agora está nas mãos de Orestes (Carlos Eduardo Dolabella), o famoso principal, Madalena (Via Negromonte), uma secretária de sucesso e seu fazendeiro João Gibão, o líder da aldeia Pirajuí, três amantes e uma segunda chance, junto com a sua fiel escondeira Eva (Riva Nimitz), eles vão arrumar com a minha vingança diabólica, contra o seu antigo amor. Teobaldo, o prefeito da Praça Onze, Dona Redonda, a moça rude e corajosa que se esconde no mundo, um coração carente. Na cidade de Copacabana, Talita (Ticiane Pinheiro) descobre um herói diferente, amor à primeira vista, casamento às carreiras, Zé Rufino, o único herdeiro, suja para salvar o regime militar pela crise da família, Para os pais Afonso (César Filho) e Zazá (Tamara Taxman), ele tem 4 homens por trás da lenda, o brotinho Henrique (Paulo Castelli), os fantásticos aviadores Thomas e Caveirinha (Nelson Xavier), e o seu delegado linhadura Frota Aguiar (Nildo Parente). Juca (Haroldo Costa), o verdadeiro bilionário se conseguia escapar a renúncia dos seus hóspedes, o galante Saul (Sérgio Viotti), o perigoso Capitão Juarez Távora (Paulo Gorgulho) e o meu português Graciliano Ramos (Ivan Setta), Cesário Campos Alvarenga (Jonas Mello), o maior público se enfrentando um escandaloso político. Se encontra alguém, quiser pelo homicídio mais conhecido do nosso momento, os videntes Leonardo Raposo, Carlos (Cassiano Ricardo), Edivaldo Targino (Alexandre Marques), Yoschua (Vicente Barcellos), Eugene O'Neill e Dudu (Buza Ferraz) se acaba virando em uma tragédia muito pessoal. Josephine (Rosamaria Murtinho), a velha professora da Escola da Praça Roosevelt, Júlio (Tarcísio Filho), um homem revoltado sem esperança e sem vítimas, e veja pra como fazer o nudez, o sexo, as drogas, a violência e o dinheiro pelo cirurgião plástico Dr. Escobar. A filha Clotilde (Karen Accioly) se acha irresistível, Mas, no passado, o seu coração foi desprezado pelo heroíco Sweeney Todd, o barbeiro demoníaco mais perigoso de todos os tempos, e agora, juntos com seus filhos Benjamin Parker, Ritinha (Solange Couto) e Dr. Érico Coelho, enfrentando o seu fiel escondeiro Ubaldo. 
Curiosidades:
  • Foi a primeira novela em que Cristiana Oliveira e Rosamaria Murtinho atuaram juntas. As outras foram Memorial de Maria Moura (94), como Marialva e Eufrásia, Salsa e Merengue (96), como Adriana e Bárbara, Corpo Dourado (98), como Selena e Isabel, Vila Madalena (99), como Pilar e Margot, e Sete Pecados (2007), como Margareth e Otília.
  • Foi a primeira novela de Cristiana Oliveira, Daniela Perez e Via Negromonte. 
  • Alguns atores do elenco de Pacto de Sangue (89) foram fazer esta novela, como Raul Gazolla, Zezé Motta, Jonas Mello, Ricardo Blat e Edwin Luisi (os três últimos fazendo participações especiais).
  • Os atores Cláudio Marzo, Eliane Cristina e Cristiana Oliveira saíram cedo desta novela, porque estavam escalados para a próxima atração da emissora, Pantanal (90). Seus personagens nesta novela morreram no meio da trama.
  • Foi reprisada de 21 de maio de 1990 a 18 de janeiro de 1991, de segunda a sábado, às 19h30, nos originais 209 capítulos. E de 18 de março a 10 de outubro de 1997, de segunda a sexta, às 20h, em 149 capítulos.
  • Última novela de Wilson Aguiar Filho, que morreu em agosto de 1991.
Fontes:

Espero que gostem.
ME

Biografia: Vera Holtz

A atriz em De Corpo e Alma (92).

A atriz Vera Lúcia Holtz nasceu no dia 7 de agosto de 1952, em Tatuí, interior de São Paulo. Formou-se em Artes Plásticas e Desenho Geométrico. Aos 18 anos, dava aulas de matemática para colegiais em Piracicaba, mas largou tudo para mudar-se para São Paulo e estudar na Escola de Artes Dramáticas na Universidade de São Paulo (USP). Também foi "Rainha da Primavera" em Tatuí.

Começou na televisão em Que Rei Sou Eu? (89), como Fanny, e ao mesmo tempo fez uma participação em Top Model (89), como Irma Lamer. No ano seguinte, em dose dupla, atuou na minissérie Desejo (90), como Angélica e na novela Barriga de Aluguel (90), como Dos Anjos. Depois, fez sucesso em Vamp (91), como a caçadora de vampiros Alice Penn Taylor, e faz De Corpo e Alma (92) (foto), como Simone, esposa de Antônio (Ewerton de Castro) e mãe de Patrícia (Lizandra Souto) e Beto (Marcelo Faria). Em 1993, fez Fera Ferida (93), como Querubina.

Em 1995, fez sucesso de novo em A Próxima Vítima (95), como a prostituta Quitéria Quarta-Feira, uma personagem que sofreu repercussão. Logo, fez O Fim do Mundo (96), como Florisbela, e Por Amor (97), como Sirléia, mãe de Cati (Carolina Dieckmann), mulher de Nestor (Marco Ricca) e filha de Leonor (Eloísa Mafalda). Em 1999, faz a minissérie Chiquinha Gonzaga (99), como Dona Ló, e no ano seguinte, de novo em dose dupla, faz a minissérie A Muralha (2000), como Mãe Cândida Olinto, mulher de dom Braz (Mauro Mendonça) e mãe de Tiago (Leonardo Brício), Rosália (Regiane Alves) e Basília (Deborah Evelyn), e a novela Uga Uga (2000), como Santa, mulher de Nikos (Lima Duarte), mãe de Nikos Júnior (Marcos Frota) e avó de Rolando (Heitor Martinez).

Entre 2001 e 2003, fez mais sucessos como a minissérie Presença de Anita (2001), como Marta e as novelas Desejos de Mulher (2002), como Bárbara e Mulheres Apaixonadas (2003), como a professora alcoólatra Santana. Em 2004, fez Cabocla (2004), como Generosa, e no anos seguintes, fez Belíssima (2005), como Ornela, e uma participação em O Profeta (2006), como Ana. Em 2007, fez sucesso em Paraíso Tropical (2007), como Marion, mãe de Olavo (Wagner Moura) e Ivan (Bruno Gagliasso), e logo, faz a vilã Violeta em Três Irmãs (2008). Em 2010, fez Passione (2010), como Candê, mãe de Fátima (Bianca Bin).

Segundo notícias de TV Brasil, ela estará no elenco de Avenida Brasil (2012), sucessora de Fina Estampa (2011).

Espero que gostem.
ME








sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Fotos: Betty Lago no último capítulo de Quatro por Quatro









Espero que gostem.
ME

Biografia: Natália do Vale


A atriz Maria Natália Ferreira do Vale nasceu no dia 6 de março de 1953, em Rio de Janeiro. Filha de pais portugueses, Natália foi criada dentro dos princípios de uma família de classe média que acreditava que o sucesso dos filhos viria através de uma educação acadêmica. No colégio já fazia teatro amador, mas entrou na faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo para onde se mudou no início dos anos 70. Para ajudar nas despesas começou a dar aulas de Geografia em um cursinho pré-vestibular. Antes de ser atriz, foi miss Rio de Janeiro em 1969.

Começou na TV em Gabriela (75), como Aurora, e ao mesmo tempo, participou de A Moreninha (75), como Mademoiselle Aimée. No ano seguinte, fez Saramandaia (76), como Dora. Mas o reconhecimento de seu talento veio somente em Água-Viva (80), como Márcia, fazendo par com Cláudio Cavalcanti. O sucesso foi tanto, que apareceu em capas de revistas e muitas vezes no Fantástico. A partir de 1981, fez papeis importantes, como Lúcia em Baila Comigo (81), Sandra em Sétimo Sentido (82), Débora em Final Feliz (82), Marília em Transas e Caretas (84) e Andréa em Cambalacho (86), sua primeira antagonista em novelas.

Em 1987, participou de O Outro (87), como Laura Della Santa, mulher de Paulo (Francisco Cuoco) e mãe de Pedro Ernesto (Marcos Frota) e Marília (Beth Goulart). Depois, participa de mais um sucesso em sua carreira em Que Rei Sou Eu? (89), como Suzanne, mulher de Vanolli (Jorge Dória) e apaixonada por Jean-Pierre (Edson Celulari). Depois de 4 anos sem fazer novelas, apareceu em Olho No Olho (93), como Débora (sua segunda na carreira), mãe que sempre defendia o filho, o paranormal Alef (Felipe Folgosi). Em 1995, participou do sucesso A Próxima Vítima (95), como Helena, mãe de Irene (Viviane Pasmanter). Logo, faz mais uma vez antagonista em O Amor Está No Ar (97), como Júlia Schneider, irmã de Sofia (Betty Lago), com quem sempre brigava.

Em 1998, fez Torre de Babel (98), como Lúcia (sua segunda na carreira), e em seguida fez Aquarela do Brasil (2000), como Dulce. Entre 2003 e 2006, fez mais sucessos como a Sílvia de Mulheres Apaixonadas (2003), Letícia em Começar de Novo (2004), fazendo par com Marcos Paulo; e Carmem de Páginas da Vida (2006), fazendo par com José Mayer. Em 2008, faz Negócio da China (2008), como a doutora Júlia (sua segunda na carreira) e depois, faz Viver A Vida (2009), como Ingrid. No ano passado participou de Insensato Coração (2011), como Wanda Brandão, mãe de Pedro (Eriberto Leão) e Léo (Gabriel Braga Nunes). Sua personagem no final mata Norma (Glória Pires) e acaba internada.

Entre 1981 e 1986, foi casada com o diretor Paulo Ubiratan, falecido em 1998. E entre 1989 e 1995, foi casada com o executivo Vasco Dias. Também namorou o cantor Edu Lobo.

Espero que gostem.
ME







quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Biografia: Thiago Lacerda


O ator Thiago Ribeiro Lacerda nasceu no dia 19 de janeiro de 1978, em Rio de Janeiro. De origem portuguesa, praticou natação dos três até os dezoito anos, tendo ganho cerca de 150 medalhas em diversos campeonatos.

Começou na TV na minissérie Hilda Furacão (98), como Aramel, um dos três mosqueteiros da trama, tendo ganho o prêmio de Ator Revelação. Sua primeira novela foi Pecado Capital (98), como Vicente Lisboa, um dos filhos de Salviano Lisboa (Francisco Cuoco), que na versão original foi feito por Luiz Armando Queiroz. Seu primeiro papel de destaque foi em Terra Nostra (99), como o imigrante italiano Matteo Batistela. Para compor seu personagem, fez um curso intensivo do idioma, aprendeu a tocar gaita e dançar tarantella, esteve em festas típicas e conheceu bairros italianos da cidade de São Paulo, como Mooca e Bixiga. Em 2000, fez a minissérie Aquarela do Brasil (2000), como o protagonista Mário Lopes.

Em 2001, fez As Filhas da Mãe (2001), como Adriano Araújo, e no ano seguinte, fez participações em O Beijo do Vampiro (2002), como Beto e Celebridade (2003), como Otávio, além de participar em A Casa das Sete Mulheres (2003), como o revolucionário Giuseppe Garibaldi. Em 2005, fez seu primeiro antagonista em América (2005), como Alex. Depois, faz Páginas da Vida (2006), como Jorge, um dos filhos de Tide (Tarcísio Meira) e Lalinha (Glória Menezes). Seu papel foi um dos de maior destaque na trama, e sua atuação ao lado de Grazi Massafera só fez aumentar o Ibope.

Em 2007, fez Eterna Magia (2007), como Conrado, inicialmente casado com Nina (Maria Flor), mas se apaixona por Eva (Malu Mader). Logo, faz Viver A Vida (2009), como Bruno. Em 2011, fez uma participação em Cordel Encantado (2011), como o rei Teobaldo. Atualmente interpreta o doutor Lúcio em A Vida da Gente (2011).

Desde 2003 é casado com Vanessa Lóes, com quem tem três filhos: Gael, Cora e Théo.

Espero que gostem.
ME




Fotos: Betty Lago no capítulo 224 em Quatro Por Quatro








Espero que gostem.
ME