sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Biografia: Natália do Vale


A atriz Maria Natália Ferreira do Vale nasceu no dia 6 de março de 1953, em Rio de Janeiro. Filha de pais portugueses, Natália foi criada dentro dos princípios de uma família de classe média que acreditava que o sucesso dos filhos viria através de uma educação acadêmica. No colégio já fazia teatro amador, mas entrou na faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo para onde se mudou no início dos anos 70. Para ajudar nas despesas começou a dar aulas de Geografia em um cursinho pré-vestibular. Antes de ser atriz, foi miss Rio de Janeiro em 1969.

Começou na TV em Gabriela (75), como Aurora, e ao mesmo tempo, participou de A Moreninha (75), como Mademoiselle Aimée. No ano seguinte, fez Saramandaia (76), como Dora. Mas o reconhecimento de seu talento veio somente em Água-Viva (80), como Márcia, fazendo par com Cláudio Cavalcanti. O sucesso foi tanto, que apareceu em capas de revistas e muitas vezes no Fantástico. A partir de 1981, fez papeis importantes, como Lúcia em Baila Comigo (81), Sandra em Sétimo Sentido (82), Débora em Final Feliz (82), Marília em Transas e Caretas (84) e Andréa em Cambalacho (86), sua primeira antagonista em novelas.

Em 1987, participou de O Outro (87), como Laura Della Santa, mulher de Paulo (Francisco Cuoco) e mãe de Pedro Ernesto (Marcos Frota) e Marília (Beth Goulart). Depois, participa de mais um sucesso em sua carreira em Que Rei Sou Eu? (89), como Suzanne, mulher de Vanolli (Jorge Dória) e apaixonada por Jean-Pierre (Edson Celulari). Depois de 4 anos sem fazer novelas, apareceu em Olho No Olho (93), como Débora (sua segunda na carreira), mãe que sempre defendia o filho, o paranormal Alef (Felipe Folgosi). Em 1995, participou do sucesso A Próxima Vítima (95), como Helena, mãe de Irene (Viviane Pasmanter). Logo, faz mais uma vez antagonista em O Amor Está No Ar (97), como Júlia Schneider, irmã de Sofia (Betty Lago), com quem sempre brigava.

Em 1998, fez Torre de Babel (98), como Lúcia (sua segunda na carreira), e em seguida fez Aquarela do Brasil (2000), como Dulce. Entre 2003 e 2006, fez mais sucessos como a Sílvia de Mulheres Apaixonadas (2003), Letícia em Começar de Novo (2004), fazendo par com Marcos Paulo; e Carmem de Páginas da Vida (2006), fazendo par com José Mayer. Em 2008, faz Negócio da China (2008), como a doutora Júlia (sua segunda na carreira) e depois, faz Viver A Vida (2009), como Ingrid. No ano passado participou de Insensato Coração (2011), como Wanda Brandão, mãe de Pedro (Eriberto Leão) e Léo (Gabriel Braga Nunes). Sua personagem no final mata Norma (Glória Pires) e acaba internada.

Entre 1981 e 1986, foi casada com o diretor Paulo Ubiratan, falecido em 1998. E entre 1989 e 1995, foi casada com o executivo Vasco Dias. Também namorou o cantor Edu Lobo.

Espero que gostem.
ME







2 comentários:

  1. Natalia tem o mesmo vale da minha familia será que somos parentes??????

    ResponderExcluir

Escreva aqui, incluindo o seu nome, lugar onde mora e o seu comentário.